PRÉ-SAL RESPONDEU POR MAIS DE 57% DA PRODUÇÃO DE PETRÓLEO OPERADA PELA PETROBRÁS NO BRASIL EM JANEIRO

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 16 de fevereiro de 2017

A Petrobrás insiste em lutar contra o conteúdo local em Libra, mas seus dados mostram que a construção de unidades em território nacional não impediu a empresa de conquistar recordes sucessivos em termos de produção, produtividade e agilidade no alcance de marcas importantes no pré-sal.

Depois de ultrapassar a barreira de 1 milhão de barris produzidos por dia na área em menos tempo do que se conseguiu em regiões como Golfo do México e Mar do Norte, agora a estatal soma novos recordes relativos ao mês de janeiro, quando a produção operada por ela no pré-sal representou mais de 57,3% da sua produção no País.

A companhia teve uma produção média de 2,23 milhões de barris de petróleo por dia em todo o Brasil em janeiro, sendo que somente a produção de petróleo operada por ela (parcela própria e dos parceiros) no pré-sal atingiu uma média de 1,28 milhão de barris por dia no mesmo mês.

A Petrobrás teve ainda um recorde diário na área, alcançado no último dia 4 de janeiro, de 1,34 milhão de barris de petróleo, como parte de uma produção média total de 1,59 milhão barris de óleo equivalente (petróleo e gás) no mês, o que significou mais um recorde.

De acordo com a companhia, esses resultados se devem, principalmente, ao crescimento da produção de novos poços interligados aos FPSOs Cidade de Caraguatatuba (no campo de Lapa); Cidade de Saquarema, Cidade de Mangaratiba e Cidade de Itaguaí (localizados em Lula); e Cidade de São Paulo (em Sapinhoá); todos na Bacia de Santos.

“Outro destaque foi o maior desempenho operacional na plataforma P-58, localizada no Parque das Baleias, na Bacia de Campos”, destacou a Petrobrás em nota.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: