Após 27 anos de operação, plataforma de Merluza será hibernada

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 07 de agosto de 2020

A Petrobrás decidiu que irá hibernar a plataforma de Merluza (PMLZ-1), localizada em águas rasas da Bacia de Santos.

A unidade já estava fora de operação desde março deste ano, quando a pandemia do coronavírus provocou uma redução abrupta na demanda por gás natural.

Desde que a Covid-19 impactou a demanda nacional e mundial por óleo e gás, a Petrobrás definiu sua estratégia de hibernar campos de águas rasas, já que estes possuem um custo de operação que não se sustenta no atual cenário de preços mais baixos de barril de petróleo. “A hibernação permitirá a redução de gastos operacionais e a transferência de profissionais para outras unidades da Petrobrás”, explicou a companhia.

Em operação desde 1993, a plataforma de Merluza produzia gás natural dos campos de Merluza e Lagosta. Ela está instalada a cerca de 180 quilômetros da costa de Praia Grande (SP). A produção média do polo em 2019 foi de 3,6 mil barris de óleo equivalente por dia de gás natural e condensado.

“A hibernação não impactará o processo de desinvestimento do Polo Merluza e o suprimento de gás natural ao mercado da Baixada Santista. Atualmente, os campos de Merluza e Lagosta estão em fase vinculante para desinvestimento”, concluiu a Petrobrás, em nota.

 

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: