Petroleiro encalhado nas Ilhas Maurício se partiu em dois e ajuda internacional está a caminho

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 16 de agosto de 2020

O drama só aumenta.

O navio MV Wakashio, encalhado desde o final de julho em um recife próximo às Ilhas Maurício, se partiu em dois neste final de semana. A embarcação estava carregada com pelo menos 3.800 toneladas de combustível a bordo. Parte do material já foi lançado ao mar e agora os esforços estão em tentar evitar que o vazamento tome proporções maiores.

A embarcação encalhou em 25 de julho em um recife de Pointe d’Esny, ao sudeste das Ilhas Maurício. Porém, o que parecia ser apenas um incidente naval, passou a ganhar contornos de acidente ambiental na semana retrasada, quando o combustível começou a vazar pelas fissuras nas áreas danificadas do navio. Um volume estimado entre 800 e 1.000 toneladas foi dispersado no oceano.

Equipes de intervenção iniciaram uma corrida contra o tempo para bombear o restante do combustível. O navio é de propriedade da empresa japonesa Nagashiki Shipping e está sendo operado pela conterrânea Mitsui OSK Lines. Neste final de semana, o ministro do Meio Ambiente do Japão, Shinjiro Koizumi, declarou que o país planeja enviar uma equipe de funcionários e outros especialistas para ajudar na avaliação dos danos do derramamento de óleo. Na semana passada, a França já tinha prestado auxílio na operação de avaliação das condições do navio.

 

 

 

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: