Marinha diz que recentes fragmentos encontrados no litoral não são compatíveis com a mancha no Nordeste de 2019

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 03 de julho de 2020

A Marinha do Brasil disse que os fragmentos de óleo encontrados nos últimos dias nas praias do Nordeste e do Espírito Santo são produtos envelhecidos, de origem anterior a 2019.

Ou seja, eles não são compatíveis com o petróleo de origem venezuelano que manchou as praias dessas regiões no ano passado.

De acordo com as primeiras conclusões, este óleo que apareceu recentemente se encontrava no leito oceânico e se desprendeu devido às condições de mar agitado e ventos intensos observados na região. A Marinha afirma que continua recolhendo e realizando análises dos fragmentos que voltaram a aparecer no litoral brasileiro.

Para lembrar, em setembro de 2019 começaram a aparecer as primeiras manchas de óleo no litoral nordestino, uma tragédia ambiental sem precedentes no Brasil. Dadas às características do óleo, de origem venezuelana, o combate para evitar que o material chegasse às praias ficou muito difícil. Até hoje, o país não conseguiu descobrir a causa do derramamento do material.

 

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: