Nova fase da Operação Lava Jato recebe apoio da Petrobras

FONTE TN PETRÓLEO – Matéria publicada em 11 de setembro de 2020

Sobre a nova etapa da Operação Lava Jato realizada na quarta-feira (10/9), a Petrobras informa que colaborou ativamente com as autoridades nos trabalhos de investigação e forneceu subsídios para produção de provas que resultaram nesta operação.

Segundo as autoridades, os atos investigados ocorreram entre 2008 e 2011.

A Petrobras reafirma e reforça sua tolerância zero em relação a fraude e corrupção. Assim que teve acesso às evidências apresentadas na operação, a Petrobras avaliou os documentos e decidiu demitir um dos empregados citados na investigação. Outro empregado citado saiu da companhia em 2016. A empresa segue analisando os documentos disponibilizados na operação para a adoção de outras eventuais medidas disciplinares.

A Petrobras é vítima dos crimes desvendados pela Operação Lava-Jato, sendo reconhecida como tal pelo Ministério Público Federal e pelo Supremo Tribunal Federal. A companhia colabora com as investigações desde 2014 e atua como coautora do Ministério Público Federal e da União em 18 ações de improbidade administrativa em andamento, além de ser assistente de acusação em 71 ações penais relacionadas a atos ilícitos investigados pela Operação Lava Jato.

Ao longo dos últimos anos, a Petrobras vem implementando diversas medidas de governança e conformidade e seus esforços no combate à corrupção têm sido reconhecidos internacionalmente. Nesta semana, por exemplo, o Fórum Econômico Mundial anunciou o retorno da Petrobras à Partnering Against Corruption Initiative (PACI), a principal organização internacional de combate à corrupção.

Fonte: Redação TN Petróleo, Agência Petrobras

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: