SIEMENS PLANEJA CORTAR MAIS DE 150 POSTOS NO MAR DO NORTE

Copyright: Kurt Bauer 01712202121

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 22 de novembro de 2016

A crise que assola a indústria de petróleo continua fazendo vítimas em todas as partes.

No Mar do Norte a situação também não escapa deste quadro. Depois de a Shell estudar vender seus ativos na Noruega, agora é a Siemens que deve reduzir suas atividades na região, por meio de sua subsidiária voltada ao mercado subsea. A empresa alemã pretende fechar mais de 150 postos no Reino Unido e na Noruega.

A razão para os cortes, que serão distribuídos entre 95 cargos no país da rainha Elizabeth e 60 no território nórdico, são os baixos preços do barril de petróleo e as quedas nas encomendas de bens e serviços.

De acordo com a empresa, a queda no número de projetos desde 2014 foi drástica, o que levou à necessidade de reduzir os custos com pessoal e estrutura, começando pela cidade de Kongsberg, onde 50 dos 55 funcionários serão dispensados, seguindo para outras pequenas cidades norueguesas onde também haverá cortes, porém em menor escala.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: