REUNIÃO DA OPEP NO FIM DO MÊS SERÁ DECISIVA PARA REDUÇÃO DE PRODUÇÃO E AUMENTO NO PREÇO DO PETRÓLEO

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 24 de novembro de 2016

Há muita expectativa para a próxima reunião da OPEP marcada para o próximo dia 30.

Há fortes pressões e fortes resistências ao mesmo tempo para que a produção mundial seja reduzida para que o preço do barril de petróleo suba. Espera-se que tenha um ganho significativo. Pelo menos esta é a indicação. A Rússia, uma das que mais pressionam para a queda na produção, poderá reduzir seus planos de bombeamento de petróleo para 2017 o pacto global de congelamento de produção for efetivado. A informação é do próprio ministro de Energia, Alexander Novak, nesta quinta-feira (24).

“Segundo nossos planos, a produção de petróleo irá crescer no ano que vem, mas se mantivermos pelo menos a nossa produção nos níveis atuais, ainda sim estaremos dando a nossa contribuição. Para nós isso essencialmente significaria um corte de 200 mil a 300 mil barris por dia no ano que vem”.

Internamente o governo russo enfrenta pressão de empresas de petróleo. Elas  planejam elevar a produção no ano que vem, depois de atingirem níveis recordes em meses recentes, devido à entrada em operação de novos campos produtores. Estes campos que entraram em operação em 2016 irão continuar sua produção em 2017 . As consultas com a Opep estão sendo positivas e a Rússia irá negociar com alguns outros países produtores, de fora da Opep, incluindo Cazaquistão e México.

 

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: