PRINCIPAIS PAÍSES PRODUTORES DE PETRÓLEO REGISTRAM PERDAS ECONÔMICAS DE US$ 390 BILHÕES EM 2015, ACIMA DAS PREVISÕES FEITAS PELO FMI

FONTE PETRONOTÍCIAS

Masood

As perdas dos principais países produtores de petróleo com a queda do preço do barril foram superiores ao que estimava o Fundo Monetário Internacional.

No último ano, as economias do Oriente Médio perderam US$ 390 bilhões em receita, frente a um prognóstico de US$ 360 bilhões. Pior ainda, há uma previsão de futuras perdas de US$ 150 bilhões para este ano.

A pressão sob países como Kuwait e Arábia Saudita vem crescendo, com medidas antes inimagináveis sendo tomadas pelos governos locais, como cortes em subsídios para energia e aumento de impostos. Os árabes ainda planejam abrir capital da sua maior empresa, a Saudi Aramco, para reforçar seu caixa e aliviar a dívida pública, que saltou nos últimos meses.

Para o diretor do Departamento do Oriente Média e da Ásia Central do FMI, Masood Ahmed (foto), este é o segundo ano de um processo de ajuste de orçamentos, que pode levar de quatro a cinco anos, para que se alcance um equilíbrio entre gastos e arrecadação.

Mesmo com o cenário ruim, os países exportadores da região devem crescer em 3% sua economia, contra 2% no ano passado, incentivados pelo Iraque e Irã, que vêm aumentando seus níveis de produção de petróleo. No Golfo Pérsico, entretanto, as perspectivas são ruins, já que investimentos têm sido cortados para controlar seus déficits.

Os comentários estão encerrados.

AllEscort