PRIMEIRO-MINISTRO DO IRAQUE DIZ QUE É FAVORÁVEL AO CONGELAMENTO DE PRODUÇÃO DA OPEP

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 31 de agosto de 2016

O Iraque, um dos países membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), deu um alívio àqueles que estão torcendo para que o grupo congele sua produção, para tentar frear a crise nos preços do barril.

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi (foto), declarou esta semana que seu país vai apoiar a ideia de congelamento no próximo encontro do cartel.

Os países que fazem parte da OPEP vão se reunir informalmente na Argélia, paralelamente à realização do Fórum Internacional de Energia (IEF), entre os dias 26 e 28 de setembro. A decisão do Iraque é importante para o projeto de congelar a produção devido à sua relevância no grupo, já que o país é o segundo maior produtor da organização, atrás apenas da Arábia Saudita.

Esta foi a sinalização mais clara sobre a posição do Iraque em relação a um possível congelamento de produção. Na semana passada, o ministro do petróleo do país, Jabar al-Luaibi, entrou em contradição ao afirmar que a nação planeja desempenhar na OPEP um papel para sustentar os preços, mas que, ao mesmo tempo, o país gostaria de expandir a sua própria produção.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: