Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA recuam, mas seguem em níveis muito altos

FONTE REUTERS – Matéria publicada em 03 de dezembro de 2020

Foto: Pessoas fazem fila em Centro de Carreiras de Kentucky para solicitar ajuda com seus pedidos de auxílio-desemprego 18/06/2020 REUTERS/Bryan Woolston

By Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) – O número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego caiu na semana passada, mas permaneceu extraordinariamente alto em meio a restrições comerciais generalizadas para desacelerar uma onda crescente de novas infecções por Covid-19, diante também da falta de estímulo fiscal adicional.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego totalizaram 712 mil, em dado ajustado sazonalmente, na semana encerrada em 28 de novembro, em comparação com 787 mil na semana anterior, disse o Departamento do Trabalho dos EUA nesta quinta-feira.

Economistas consultados pela Reuters previam 775 mil novas solicitações de auxílio na última semana.

 

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: