EUA dizem ter apreendido remessas de combustível iraniano rumo à Venezuela

FONTE REUTERS – Matéria publicada em 14 de agosto de 2020

Por Humeyra Pamuk e Mark Hosenball

WASHINGTON (Reuters) – Os Estados Unidos comunicaram nesta sexta-feira que apreenderam quatro remessas de combustível iraniano a caminho da Venezuela e confiscaram os carregamentos, rompendo uma linha de suprimento essencial tanto para Teerã quanto para Caracas, que desafiaram sanções norte-americanas.

“Com a assistência de parceiros estrangeiros, esta propriedade apreendida agora está sob custódia dos EUA”, disse o Departamento de Justiça em um comunicado, acrescentando que a quantidade confiscada de quatro navios-tanques é de aproximadamente 1,116 milhão de barris de combustível – o que faz dela a maior apreensão norte-americana de combustível do Irã. O departamento não especificou quando, onde ou como a apreensão ocorreu.

Washington impôs sanções aos dois países para estrangular as exportações de petróleo e privá-los de sua principal fonte de renda na tentativa de provocar a queda do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e mudar a conduta do governo iraniano. O governo dos EUA também ameaçou punir quaisquer embarcações e proprietários de navios envolvidos no comércio petroleiro com Teerã e Caracas.

As tensões entre o Irã e os EUA aumentaram no ano passado na esteira de uma série de incidentes envolvendo remessas dentro e nos arredores do Golfo Pérsico.

Em julho, procuradores norte-americanos apresentaram uma ação civil para apreender a gasolina a bordo dos quatro navios-tanques, e subsequentemente um juiz emitiu um mandado de apreensão. Fontes legais haviam dito à Reuters que os carregamentos não poderiam ser apreendidos até estarem em águas territoriais dos EUA.

Por Humeyra Pamuk, Mark Hosenball e David Brunnstrom; reportagem adicional de Marianna Parraga na Cidade do México e Jonathan Saul em Londres

 

 

 

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: