Wilson pede a Dilma porto de Luís Correia e interligação das bacias

FONTE: CIDADEVERDE.COM

Após a entrega de 400 apartamentos do programa “Minha Casa, Minha Vida” em Teresina, o governador Wilson Martins (PSB) fez uma lista de agradecimentos e pedidos para a presidente Dilma Rousseff (PT). 

Na solenidade no residencial Bem Viver, zona Sul, o gestor também anunciou um “presente” recebido nesta sexta-feira (18): a confirmação do leilão de 13 dos 20 lotes da bacia do rio Parnaíba para pesquisa de petróleo e gás natural.

“Eu não tenho dúvidas que será uma âncora importante para o desenvolvimento do nosso Estado”, disse Wilson Martins, contando que esse é “o maior presente que a presidente Dilma traz para nós” em sua viagem.

O governador deu a notícia citando que fora indagado pelo presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Themístocles Filho (PMDB), sobre qual presente Dilma Rousseff havia o trazido. Wilson Martins acrescentou que o deputado estadual também pediu seu “presente”: a conclusão do trecho da BR-222 que corta o Norte do Piauí.

Mas Wilson Martins também fez dois pedidos especiais. O primeiro foi pela interligação das bacias, tida como solução definitiva para resolver o problema da seca. O outro é a conclusão do porto de Luís Correia.

Rasgando elogios

Wilson Martins destacou como Dilma Rousseff estaria conduzindo a parceria com o Governo do Piauí. Ele citou o caso do rodoanel, construído entre as BRs 343 e 316, e lembrou que a duplicação das duas rodovias não chegaria até a nova pista. O governador citou que, após a conversa com a presidente, a questão financeira para a obra foi resolvida.

Outro elogio rasgado surgiu ao falar das barragens em andamento ou com convênio assinado. “Há 40 anos foi construída uma obra hídrica importante no Estado do Piauí: a barragem de Boa Esperança. E foi preciso uma mulher assumir a Presidência da República para autorizar a construção de uma barragem que vai acumular 1,2 milhão de métros cúbicos”.

O governador também destacou números para mostrar o crescimento do Estado. “O Piauí cresceu 57% no ano de 2012 na sua receita de arrecadação própria. A receita líquida cresceu nominalmente 30,15%”, afirmou. “Eu não tenho dúvidas de que nós estamos no caminho certo. E que esse caminho, essas passadas largas, porque são republicanas, do governo da minha presidenta Dilma”.

O gestor lembrou que, mesmo com a crise economica internacional, nada impediu o crescimento dos empregos, a redução da taxa de juros, o controle da inflação e a manutenção da moeda fortalecida.

Wilson Martins ainda declarou que “a presença da presidenta Dilma no Piauí enaltece e engrandece a nossa gente” e afirmou que o Estado avança a passos largos com o Brasil. “Não adianta dizer que nós não crescemos muito. Nós crescemos sim senhor”, exclamou o gestor, que também anunciou: “2013 é o ano do Piauí, é o ano do Brasil”.

Fábio Lima

fabiolima@cidadeverde.com

 

Os comentários estão encerrados.

AllEscort