Triunfo vai investir R$101 milhões no Porto do Rio

FONTE MACAÉ OFFSHORE

Companhia também pretende investir em guindastes e guinchos para aumentar a capacidade de carregamento e a produtividade.

Rio de Janeiro (RJ) – O ministro da Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP), Helder Barbalho, assinou na última quinta-feira (24)  autorização para que a Triunfo Logística faça novos investimentos em suas instalações no Porto do Rio de Janeiro. Para que o contrato fosse renovado antecipadamente, a empresa se comprometeu a aportar recursos para obras e equipamentos no valor de R$ 101,943 milhões. Essa é apenas uma parte dos R$ 7,283 bilhões previstos para serem aportados nos portos do estado nos próximos anos.

No plano de investimento da Triunfo consta a construção de dolfins de atracação – coluna de concreto fincada no fundo do mar que aflora à sua superfície e serve para atracar navios, podendo, em alguns casos, dispensar os cais corridos. Essa estrutura será destinada ao carregamento de produtos siderúrgicos, especialmente ferro gusa, com ganhos de produtividade e segurança.

A companhia também pretende investir em guindastes e guinchos para aumentar a capacidade de carregamento e a produtividade. O contrato será de mais vinte 20 (vinte) anos.

Investimentos no Rio 

Os investimentos no setor portuário do estado do Rio de Janeiro nos próximos anos responderão por 14% dos R$ 51,28 bilhões previstos para serem aplicados em portos e terminais de todo o Brasil até 2042. No total, o estado deverá atrair recursos no montante de R$ 7,283 bilhões nos próximos anos, só com os projetos que já estão aprovados ou em análise na Secretaria de Portos.

No estado do Rio, existem sete áreas para serem licitadas, das quais quatro no Porto do Rio e uma no porto de Itaguaí. Duas outras existem no Porto de Niterói, mas as arrendatárias pediram prorrogação de contrato, pleito que está sendo analisado.

Dos seis processos de prorrogação de contrato na SEP, dois já foram concluídos. E há ainda 11 pedidos em análise para terminais de uso privado, que somam investimentos de R$ 1,258 bilhão e aumento de capacidade de 1,432 milhão de toneladas por ano. Igual número de pedidos já foram aprovados, somando R$ 1,838 bilhão em investimentos que estão sendo feitos.

 

Da Redação

 

Os comentários estão encerrados.

AllEscort