Sinopec aplica US$ 2,2 bilhões em gás de xisto nos EUA

O acordo é mais um indício do apetite crescente das multinacionais petrolíferas por ativos americanos de petróleo e gás natural. Ele surgiu logo após o anúncio da petrolífera francesa Total SA de que está comprando uma participação de uma jazida de xisto no Estado de Ohio descoberta pela Chesapeake Energy Corp., por US$ 2,32 bilhões.

“Esse acordo aumenta a eficiência da despesa de capital da Devon, recuperando nossos gastos com terrenos e perfuração até o momento e reduzindo significativamente as despesas de capital futuras”, disse o presidente da Devon, John Richels.

Segundo o acordo, que deve ser concluído no presente trimestre, a Devon será a operadora da jazida. A Sinopec pagará à Devon US$ 900 milhões na assinatura e outro US$ 1,6 bilhão posteriormente depois que ela perfurar mais poços nas jazidas, um processo que deve ser concluído até o fim de 2014. O acordo envolve participação em cinco jazidas de gás de xisto: a Tuscaloosa Marine, a Niobrara, a Mississippian, a Ohio Utica e a Bacia de Michigan.

O financiamento de exploração deve cobrir 70% das despesas de capital da Devon, transferindo para a Sinopec 80% do custo total de desenvolvimento. As empresas pretendem perfurar 125 poços até o fim do ano nas cinco áreas.

Os comentários estão encerrados.

AllEscort