SETE BRASIL ENTRA EM ACORDO COM BANCOS CREDORES E ESTENDE PRAZO DE DÍVIDAS ATÉ MAIO

FONTE PETRONOTÍCIAS

Luiz

Mais uma vez, a Sete Brasil respira com alívio temporário. Após reunião com bancos credores, a companhia recebeu um novo prazo e agora tem até maio para quitar sua dívida com o grupo de instituições financeiras.

O endividamento, que já soma um total de R$ 17 bilhões na empresa, venceria nesta quinta-feira (25). Com a pressão externa para quitação dos valores e a possibilidade de um pedido de recuperação judicial para reestruturação das finanças, a expectativa é de que a companhia retome as negociações com a Petrobrás nas próximas semanas para definir os detalhes para o projeto das sondas do pré-sal.

O adiamento do prazo joga nova luz sobre um possível contrato com a estatal, podendo levar à retomada das conversas que estão paradas desde o último mês de outubro. A tendência é de que, com o acordo junto aos credores, a possibilidade de recuperação judicial fique em segundo plano para a empresa, que já havia contrato a consultoria Alvarez & Marsal para avaliação de modelos de reestruturação e debateu o tema junto a acionistas na semana passada.

Liderada pelo presidente Luiz Eduardo Carneiro (foto), a Sete vem minguando desde o final de 2014 devido a seu envolvimento nas investigações da Operação Lava-Jato. Ao longo dos últimos meses, a companhia esteve próxima de firmar acordo com a Petrobrás para a construção de 14 sondas, com entregas previstas para o período entre 2017 e 2023, mas o contrato não chegou a ser assinado por discordâncias quanto a aditivos.

 

Os comentários estão encerrados.

AllEscort