Richa autoriza conjunto de obras de R$ 175 milhões no Porto de Paranaguá

FONTE: DIÁRIO INDUSTRIA E COMÉRCIO

JORNAL 558 - 1

O governador Beto Richa assinou ontem os contratos para o início de três importantes obras no Porto de Paranaguá. Os investimentos somam R$ 175,7 milhões e incluem uma nova campanha de dragagem, aquisição de novos carregadores de navios e obras de recuperação das vias de acesso ao porto.

“São investimentos consistentes, um dos maiores que o porto já conheceu, na busca permanente, ao longo do nosso governo para modernizar e garantir mais agilidade e eficiência ao terminal”, afirmou o governador na solenidade, realizada em Paranaguá. “As melhorias nos últimos anos garantem avanços que o Paraná e o Porto de Paranaguá deixaram de conhecer em anos anteriores quando, ao contrário, houve retrocesso”, disse Richa. “Os resultados já são conhecidos na prática, desde 2011 batemos sucessivos recordes na movimentação de cargas e neste ano a expectativa é de 50 milhões de toneladas movimentadas”, afirmou o governador.

Ele disse que, aliado aos avanços materiais, há também uma nova gestão, com profissionalismo, democracia, ouvindo sindicatos, associações e colaboradores e entendendo a importância do porto para Paranaguá e para o litoral e sobre os para os custos de produção para o Paraná. “Como resultado, o Porto de Paranaguá vem obtendo sucessivos recordes de movimentação, sem filas de caminhões”, afirmou.

A maior parte do investimento será destinada para a realização da dragagem de manutenção. A empresa vencedora do processo licitatório foi a DTA Engenharia.

Ao todo, serão investidos R$ 115 milhões na obra, que compreende uma dragagem de manutenção dos portos de Paranaguá e Antonina: canais de acesso, bacia de evolução e berços de atracação. A obra será realizada ao longo de um ano e estima-se que sejam retirados cerca de sete milhões de metros cúbicos de sedimentos.

O governador disse que, atualmente, navios grandes não podem sair carregados porque o calado (profundidade) é baixo. “Com o investimento em aprofundamento da bacia e do berço de atracação será possível carregamento maior dos navios. Eles terão embarque à plena carga”, disse Richa.

O governador também assinou o contrato com a empresa Tecnologia em Movimentação, vencedora da licitação para substituição de quatro carregadores de navios (shiploaders). A Appa investirá R$ 59 milhões na compra destes shiploaders, que vão proporcionar um ganho na produtividade de carregamento do Corredor de Exportação na ordem de 33%.

Beto Richa disse que se trata da primeira remodelação de grande porte que o Corredor de Exportação recebe em 40 anos. “Os atuais carregadores de navios, que são dos anos de 1970, estão obsoletos. A troca por equipamentos mais modernos irá dar mais eficiência e mais agilidade no embarque e desembarque de caminhões e navios”, disse o governador.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: