Prorrogação de contratos de campos maduros deve gerar US$ 28 bilhões em investimentos

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 14 de agosto de 2020

O governo acredita que a prorrogação de contratos de campos maduros terrestres, devem resultar em investimentos que passam dos US$ 28 bilhões.

Os cálculos são da Agência Nacional do Petróleo (ANP), que aprovou nesta semana a extensão de mais quatro contratos: Massapê, Cantagalo, Fazenda Azevedo e Fazenda Boa Esperança.

Ao todo, segundo a agência, já são 34 os campos maduros com contratos prorrogados, sendo 21 marítimos e 13 terrestres. O órgão ainda está estudando a extensão de outras 44 áreas (três marítimas e 41 terrestres).

A maioria desses campos é oriunda da Rodada Zero, realizada em 1998, teria seus contratos encerrados em 2025. Em consonância com diretrizes das Resoluções CNPE nº 02/2016 e 17/2017, as prorrogações ocorrem no âmbito da revisão dos planos de desenvolvimento (PDs) dos campos, visando aumentar a vida útil do campo e o fator de recuperação”, disse a ANP, em nota.

Os quatro campos que tiveram seus contratos prorrogados também foram alvo de redução de alíquota de royalties sobre a produção incremental, aquela que ultrapassa a curva de produção inicialmente prevista para o campo. Assim, na produção já prevista para os campos, a alíquota de royalties continua igual a determinada no contrato. Já a produção extra terá alíquota reduzida.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: