OGX deve esperar até o fim para entrar com recuperação judicial

FONTE: GOIAS NET

A OGX, empresa de petróleo de Eike Batista, deve esperar até o último minuto para se declarar inadimplente e pedir recuperação judicial. A empresa não pagou uma parcela de US$ 45 milhões em 1 de outubro, referente a juros sobre bônus emitido no exterior.

A partir daí, correm 30 dias para que a companhia tente fechar um acordo com os credores ou entra oficialmente em default (calote). Os 30 dias acabam em 1 de novembro, uma sexta-feira.

A OGX diz que as negociações ainda estão em aberto, mas como vêm sendo infrutíferas, a tendência é que o pedido de recuperação saia até 4 de novembro, primeiro dia útil após o fim do prazo. O plantão do Judiciário não costuma receber pedidos como esse, apenas casos emergenciais.

O pedido de recuperação judicial não é automático. Ele pode acontecer a qualquer momento, é uma forma de a empresa se proteger de ações dos credores.

Durante a recuperação judicial, a companhia suspende o pagamento de dívidas. As ações judiciais contra ela ficam suspensas por 180 dias, prazo prorrogável. A dívida com os detentores de bônus no exterior é de US$ 3,6 bilhões. Como a empresa é a principal cliente da OSX (construção naval), a tendência é que esta também peça recuperação judicial, pois sua fonte de recursos cessará.

As ações ON (com direito a voto) da OGX caíram nesta sexta-feira 19,44% na Bovespa, a R$ 0,30. Foi a maior queda do pregão. O Ibovespa fechou em queda de 1,32%, aos 54.154 pontos, com um volume negociado de R$ 5,4 bilhões.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: