Nuclep recebe visita de uma comitiva do programa de desenvolvimento de submarinos da Marinha do Brasil

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 03 de agosto de 2020

O presidente da NUCLEP, Almirante Carlos Seixas, recebeu uma Comitiva de Autoridades do Programa de Desenvolvimento de Submarinos da Marinha do Brasil (PROSUB), liderada pelo Vice-Almirante Noriaki Waga, diretor do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP).

É que lá está sendo construído o LABGENE, parte essencial do Programa Nuclear da Marinha (PNM), protótipo da planta nuclear do primeiro submarino com propulsão nuclear brasileiro. A NUCLEP, com sua expertise Nuclear e de Defesa, constrói o seu reator.

Faziam parte ainda da Comitiva da Marinha do Brasil, o Almirante Koga, Gerente do Empreendimento Modular de Obtenção dos Submarinos; o Capitão de Mar e Guerra Westphalen, Coordenador de Obtenção dos Submarinos Convencionais e com Propulsão Nuclear; e o Capitão de Mar e Guerra Ricardo, Assessor de Inteligência da COGESN. Pela primeira vez em visita a NUCLEP estavam o Advogado Geral da União, Carlos Freire Longato, e esposa, Maria Harumi Eguchi.  A comitiva visitante também tianha a presença das esposas do Almirante NoriakiMarcelina Wada, e do presidente da companhia, Regina Bello Seixas.

O grupo conheceu o maior Torno Vertical do mundo, recém reformado e colocado em atividade essa semana pela Nuclep. Conheceu também o andamento da obra do reator do protótipo SN-BR. Para o presidente Almirante Seixas, essas visitas proporcionam um maior conhecimento e percepção do andamento real das obras, além das estruturas em fabricação. “Levam dessa experiência uma ótima impressão dos projetos em curso e de enormes proporções que a NUCLEP executa com desenvoltura e expertise únicas no país.”

Acompanhando a visita estavam também o Capitão de Fragata Garcia, Superintendente de inteligência, e o Capitão de Corveta Braga, Assistente da Diretoria. O diretor Industrial da NUCLEP, Capitão de Mar e Guerra Affonso. Ele falou sobre disse que “Esse Torno nos eleva a um patamar ainda maior. Estamos prontos para atender quaisquer demandas do Programa Nuclear da Marinha, assim como obras e usinagem de grande porte de caldeiraria pesada.” 

O Procurador Geral Carlos Longato gostou do que viu: “Essa é a minha primeira visita à NUCLEP, e de todas as fábricas que já visitei, essa tem o maior potencial. Interessante demais conhecer toda essa estrutura.” Sua esposa, Harumi Eguchi, disse que “o que mais impressionou foi a capacidade tecnológica e a grandeza da empresa.”

 

 

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: