Novas cargas de projetos

FONTE: PORTAL NAVAL

Esta semana, o Porto de Paranaguá recebe dois navios de cargas especiais. Serão desembarcadas peças de grande porte que integram projetos de diferentes empresas. São cerca de 500 volumes entre fingers para aeroportos, trilhos de trem e peças para uma usina de fertilizantes.

O navio BBC Hawaii, ao todo, vai descarregar 408 volumes de projetos de três diferentes empresas. A empresa Thyssenkrupp Airport Systems está recebendo 89 volumes vindos da Espanha. São pontes de embarque de passageiros para aeroportos (conhecidas como fingers).

Entre os projetos que estão sendo importados pelo Porto de Paranaguá estão 214 trilhos ferroviários (vindos também da Espanha), pela CR Almeida Construtora; outros 80 volumes de peças de projeto para mineração da Margem Companhia de Mineração S/A, vindos da Alemanha; e 25 volumes para projeto da Unidade de Fertilizantes Azotados 3 (UFN3), da Petrobras, que estão vindo da Espanha.

De acordo com a assessoria de imprensa da estatal, a Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN III) é um empreendimento da Petrobras que está sendo construído no município de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul. A Unidade (prevista para iniciar a operação em setembro de 2014) produzirá amônia e ureia a partir do gás natural. Os volumes importados pelo Porto de Paranaguá são destinados à obra.

Segundo navio

Também previsto para os próximos dias é o navio HHL LISBON. Com procedência da Alemanha, a embarcação vai descarregar 74 volumes, num total de quase 775 toneladas, para um projeto da empresa multinacional Linde Gases LTDA.

Segundo a assessoria de imprensa da empresa, a carga que se destina à Linde faz parte do projeto de construção da nova fábrica (que vai produzir oxigênio, nitrogênio e argônio, suprimentos fundamentalmente utilizados por uma vasta gama de processos industriais e hospitalares) na Cidade Industrial de Curitiba, um investimento de 50 milhões de Euros. A nova unidade tem previsão de inauguração também para 2014.

Este ano, o Porto de Paranaguá já recebeu 13 navios com cargas de projetos. Ao todo, o porto já recebeu cerca de mil volumes vindos de países como Turquia, China, Tailândia, Coréia do Sul e Espanha.

O Porto recebe, com frequência, peças de grande porte porque conta com pátios abertos para armazenar as peças até liberação pela Receita Federal. Além disso, a estrutura do cais tem capacidade para suportar o peso das cargas, o que possibilita a realização de operações desta natureza.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: