JUSTIÇA APROVA PEDIDO DE RECUPERAÇÃO EXTRAJUDICIAL DA ENSEADA INDÚSTRIA NAVAL

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 27 de março de 2017

A Enseada Indústria Naval recebeu a aprovação da justiça para dar seguimento ao seu plano de recuperação, quase dois meses após o pedido feito pela empresa, no fim de janeiro.

A companhia, que responde pelos estaleiros da Odebrecht, já vinha amargando um duro período nos últimos tempos e possui dívidas somadas em cerca de R$ 2,75 bilhões.

O plano apresentado à justiça contou com a adesão de 60% dos credores, incluindo R$ 750 milhões do total devido, enquanto que os R$ 2 bilhões restantes serão renegociados com bancos.

O estaleiro tem como sócios ainda a OAS, a UTC e a Kawasaki, sendo que todas as três empreiteiras brasileiras da sociedade se encrencaram com a Operação Lava Jato, o que contribuiu para a derrocada do negócio, fortemente dependente da Petrobrás.

O pedido feito neste caso é de recuperação extrajudicial, o que fez com que a negociação e a aprovação das condições de reestruturação dependessem apenas dos credores, sendo que a previsão dada para o pagamento das dívidas é de 19 anos.

O estaleiro em situação mais complicada é o Paraguaçu, localizado na Bahia, que contava com uma série de encomendas da Sete Brasil, mas acabou tendo parte dos contratos suspensos após as revelações da Lava Jato.

 

 

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: