Juiz decide contra BP em disputa sobre indenizações

FONTE: R7

Um tribunal federal dos Estados Unidos rejeitou nesta sexta-feira um pedido de petroleira britânica BP para interromper os pagamentos feitos a um fundo de compensação criado para indenizar empresas e famílias afetadas pelo vazamento da plataforma Deepwater Horizon no Golfo do México, em 2010. Durante uma audiência em Nova Orleans, o juiz Carl Barbier rejeitou os argumentos da BP de que o administrador do fundo, Patrick Juneau, estava avaliando erroneamente como os pedidos de indenização deveriam ser pagos. Segundo a petroleira, o fundo pagou milhões de dólares em indenizações “fictícias”. Os advogados das empresas e famílias afetadas dizem que as fórmulas para calcular os pagamentos foram aprovadas pela BP. “A decisão do tribunal fala por si mesma”, comentou Steve Herman, um dos advogados. Já a BP disse acreditar que a interpretação do administrador Juneau ainda é errada. “Isso resulta em pagamentos injustificáveis para numerosas empresas, por perdas inexistentes e artificialmente calculadas”, afirmou a petroleira em comunicado. Nesta sexta-feira, as ações da BP fecharam em queda de 1,08% na Bolsa de Londres, enquanto os recibos da companhia negociados em Nova York ganharam 0,58%. As informações são da Dow Jones.

Os comentários estão encerrados.

AllEscort