GRUPO SCHAHIN VENDE SONDA DO PRÉ-SAL POR US$ 65 MILHÕES PARA OCEAN RIG

FONTE PETRONOTÍCIAS

FPSO

Com foco na reestruturação de suas finanças, o Grupo Schahin vem avançando em seu programa de venda de ativos e os resultados já surgem em novos negócios.

A empresa fechou um acordo de US$ 65 milhões com a Ocean Rig para vender a sonda de perfuração Cerrado, que atuou no primeiro poço de exploração do campo de Libra, no pré-sal. A unidade, que agora passará a ser chamada Ocean Rig Paros, foi construída em 2011 no estaleiro Samsung Heavy Industries’ Geoje e alugada pela Petrobrás para campanhas em águas ultraprofundas.

A venda foi anunciada esta semana após leilão feito pela Schahin, que teve seu plano de recuperação judicial homologado recentemente. Com a necessidade de obter caixa para reduzir seu endividamento, a tendência é de que a empresa coloque novos projetos sob oferta, como a sonda Sertão, que foi construída como uma embarcação gêmea da Cerrado. As duas são sondas de sexta geração e podem operar em uma profundidade de 3 mil metros, com perfurações de até 12 mil metros, aproximadamente.

Envolvido no furação da Operação Lava-Jato, o Grupo Schahin entrou com pedido de recuperação para suas 28 companhias em abril do ano passado, com uma dívida estimada de R$ 6,5 bilhões. A empresa é investigada por crimes de sonegação fiscal e teve R$ 4,6 bilhões de seus bens bloqueados pela Receita Federal no final de 2015. Segundo os autores do processo, o grupo criou empresas de fachada em paraísos fiscais para receber 90% dos recursos garantidos em seus contratos com a Petrobrás para afretamento de plataformas.

 

Os comentários estão encerrados.

AllEscort