Credores da OGX devem pedir falência da empresa em 7 dias, diz jornal

FONTE: UOL

A OGX Petróleo (OGXP3), de Eike Batista, pode receber um pedido de falência nos próximos sete dias, segundo informações da Agência Estado na noite desta terça-feira (24). Um dos cupom de bonds da dívida que vence em 2018 deverá ser pago no dia 1º de outubro, no valor de US$ 109 milhões -e a companhia pode já não ter caixa para tal.

Credores de “peso”, como Pimco e BlackRock, estudam processar a diretoria da companhia tanto pela questão da promessa de US$ 1 bilhão de Eike, quanto por um suposto favorecimento ilegal que a companhia teria feito à OSX Brasil (OSXB3), também de Eike, companhia para a qual a OGX pagou US$ 449 milhões em julho.

A OGX não deve pagar os juros da dívida no dia 1º de outubro -o que abre a possibilidade de que os credores a perdoem ou concedam uma exceção de 30 dias. Se optar pela falência, iniciarão um processo judicial que não dará em quase nada: a companhia praticamente não tem ativos e a dívida é subordinada, colocando-os perto do fim da lista de prioridades.

Caso Eike não venha a injetar o prometido US$ 1 bilhão até lá, a ideia é que os credores processem a diretoria da OGX por não exigir o cumprimento da promessa ou para destituir a companhia.

De acordo com uma fonte ouvida pela reportagem, as negociações dos credores com a companhia ainda estão no início e em fase delicada -e não avançando, como se faz pensar às vezes.

A multa da OSX é outra pedra no sapato -já que a OGX teria privilegiado a companhia, também controlada por Eike Batista, em detrimento de outros credores. Pode ser que Eike tenha parte de seus recursos bloqueados na justiça até que a empresa de construção naval devolva ao menos uma parte recebida. A petrolífera afirma que só pagou a quantia imediatamente para que recebesse um desconto de 30% no valor estipulado pelo contrato.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: