Coreia do Sul estuda retirada de trabalhadores de complexo industrial

FONTE: JORNAL DO BRASIL
As autoridades da Coreia do Sul preparam a retirada dos trabalhadores sul-coreanos do complexo industrial conjunto de Kaesong, se as tensões na Península Coreana se agravarem. O  ministro da Unificação, Ryoo Kihl-Jae, disse que a medida pode ser adotada por questão de segurança dos trabalhadores sul-coreanos, que há três dias são impedidos de entrar no completo.
A iniciativa ocorre no momento que o governo norte-coreano ameaça deflagrar uma ação nuclear na Península Coreana que pode também atingir o Japão e os Estados Unidos. O complexo industrial de Kaesong, localizado na Coreia do Norte, está a 10 quilômetros da fronteira. O complexo está fechado hoje (5) porque é feriado.
Para o Ministério da Unificação da Coreia do Sul, porém, ainda não é o momento de retirar os trabalhadores sul-coreanos. Segundo o ministro, antes de adotar a medida serão feitas consultas às 123 empresas sul-coreanas que operam no complexo. O ministério informou que há 608 sul-coreanos em Kaesong. Um grupo de 253 foi impedido de entrar no local.

Os comentários estão encerrados.

AllEscort