China adverte EUA, Austrália e Japão a não intervirem na disputa por ilhas

FONTE: GLOBO.COM

JORNAL 663 3

Na sexta, os três países discutiram as disputas marítimas no Mar da China.

Ilhas na região são reivindicadas por vários países asiáticos.

A China afirmou nesta segunda-feira (7) que os Estados Unidos, a Austrália e o Japão não devem usar a aliança entre eles como desculpa para intervir em disputas territoriais no Mar da China Oriental e no Mar da China Meridional, e pediu que os países se abstivessem de inflamar tensões regionais, segundo informou a agência Reuters.

Na sexta-feira (4), o ministro das Relações Exteriores da Austrália, Julie Bishop, o ministro das Relações Exteriores do Japão, Fumio Kishida, e o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, levantaram a questão das disputas marítimas durante um diálogo estratégico trilateral, em Bali, na Indonésia.

As relações entre China e Japão, segunda e terceira maiores economias do mundo, têm sido perturbada nos últimos anos por uma linha de pequenas ilhas desabitadas no Mar da China Oriental, conhecidas como Senkaku no Japão e Diaoyu na China.

No Mar da China do Sul, Vietnã, Filipinas , Malásia, Brunei e a própria China estão envolvidos em disputas de soberania de longa acerca do rico potencial para extração de petróleo e gás existente na cadeia de ilhas.

“Estados Unidos , Japão e Austrália são aliados, mas isso não deve tornar-se uma desculpa para interferências em disputas territoriais, caso contrário, só tornará os problemas mais complicados e prejudicará os interesses de todas as partes “, disse a porta-voz da chancelaria chinesa, Hua Chunying

“Nós pedimos a esses importantes países para respeitar os fatos, distinguir o certo do errado, ser cauteloso, e parar com todas as palavras e ações que não beneficiam o tratamento adequado do problema e minam a estabilidade regional “, disse ela em comentários no site do Departamento de Estado chinês.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: