Brasil e Argentina trabalharão em conjunto para combater espionagem

FONTE: TN ONLINE

Por Lígia Mesquita
BUENOS AIRES, ARGENTINA, 13 de setembro (Folhapress) – Brasil e Argentina assinaram hoje uma declaração de trabalho conjunto de estratégia regional de defesa. O acordo, que visa a construção de uma identidade sul-americana nessa área, foi firmado em uma cerimônia em Buenos Aires pelos titulares da pasta da Defesa dos dois países, Celso Amorim e Agustín Rossi.
Os dois ministros também conversaram sobre uma cooperação em defesa cibernética, assunto que ganhou mais espaço na agenda após as recentes revelações de espionagem do governo americano no Brasil.
Amorim informou que daqui a dois meses a Argentina enviará uma missão ao Brasil para conhecer o CDECiber (Centro de Defesa Cibernética) do Exército brasileiro e criar um grupo de trabalho nessa área cibernética.
O ex-chanceler brasileiro fez um discurso para convidados presentes à cerimônia de assinatura das declarações bilaterais no Ministério da Defesa argentino. “De acordo com recentes revelações, a América do Sul aparece como uma região sujeita a operações massivas de espionagem. Temos que refletir sobre como cooperar para barrar essas novas formas de ataque e intrusão à nossa soberania”, afirmou.
Para o ministro argentino Rossi, as revelações de espionagem no Brasil tiveram implicações em toda a América do Sul. “Por isso temos que trabalhar em uma resposta regional”, disse.
O Ministério da Defesa do Brasil teve um orçamento de R$ 90 milhões para a defesa cibernética aprovado em 2013. Mas, para a futura parceria com a Argentina ainda não há uma previsão da quantia a ser investida. “Agora vamos fazer um estudo para apresentar à presidente Dilma”, disse Amorim.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: