Após novo acordo, avulsos voltam a ser escalados pela Embraport

FONTE: PORTAL NAVAL

 JORNAL 558 - 4

Após acordo firmado na tarde de sábado (28), trabalhadores avulsos do Porto de Santos voltaram a ser escalados pela Empresa Brasileira de Terminais Portuários (Embraport). Durante o domingo (29), quatro equipes trabalham no cargueiro CMA CGM Don Carlos, atracado no Berço 2 da instalação, localizado na Margem Esquerda.

“Nós já cedemos e não vamos aceitar escalação 100% vinculada. Vamos dividir, assim como o modelo europeu”, disse o presidente do Sindicato dos Estivadores (Sindestiva), Rodnei Oliveira da Silva. Segundo ele, o acordo está sendo cumprido e as negociações vão continuar no próximo mês.

Na tarde de domingo, um trabalhador da Embraport ficou ferido enquanto operava um contêiner, que já estava no solo do navio. De acordo com a assessoria de imprensa da empresa, o homem machucou-se no pé, foi levado ao hospital e já recebeu alta.

Os sindicatos da estiva e dos Operários e Trabalhadores Portuários (Sintraport) conseguiram uma trégua, após uma nova invasão a um dos navios da Embraport durante a madrugada de sábado.

Em uma reunião realizada em São Paulo, a empresa concordou que, pelos próximos 30 dias, a partir deste domingo, vai cumprir uma divisão paritária entre avulsos e vinculados pela CLT, numa proporção de 50% a 50%.

O acordo foi firmado após um grupo de cerca de 50 trabalhadores portuários ocupar o navio conteineiro Maersk Luz, que está atracado no berço 2 da Embraport, por volta da meia-noite. Os avulsos passaram a madrugada na embarcação e foram retirados por volta das 7 horas, com a chegada da Polícia Federal.

“Quando a quantidade de terno for ímpar, a diferença será sempre em favor dos trabalhadores avulsos”, informou a assessoria da estiva às 19h15 deste sábado, após o término da reunião. Por esta lógica, quando três equipes forem chamadas, duas serão de trabalhadores ligados ao Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo) e uma de empregados da empresa.

A proposta dos sindicalistas Rodnei da Silva e Claudiomiro Machado foi apresentada a um representante da Embraport no encontro realizado no Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo. A retomada das conversas teria sido viabilizada pelo presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva. Uma nova rodada oficial já está marcada para a próxima quinta-feira pela manhã, em Brasília, após convocação pelo Governo Federal.

 

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: