Após alteração de controle, MPX muda de nome e passa a se chamar Eneva

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO

MARIANA SALLOWICZ

Em meio à crise que atinge o grupo EBX, de Eike Batista, a MPX anunciou nesta quarta-feira (11) que mudou o nome para Eneva. O movimento é uma tentativa de desvincular a companhia do empresário e dar uma nova marca para a controladora.

A companhia de energia tem desde maio o controle compartilhado entre a alemã E.ON e Eike. A alteração foi aprovada hoje em assembleia geral extraordinária.

“O nome Eneva é composto pela letra ‘e’, de ‘energia’, combinada à palavra neva, que remete a nova. O nome simboliza uma nova fonte de energia, em busca constante por soluções inovadoras e transformadoras”, diz comunicado da empresa.

“A mudança de nome representa a significativa reestruturação que estamos conduzindo na companhia. Será uma motivação para os desafios e oportunidades que virão”, disse em comunicado Frank Possmeier, diretor vice-presidente da Eneva.

VENDA DE AÇÕES

Ontem, a companhia informou que o empresário está negociando a venda de suas ações. A E.ON já era sócia de Eike e acertou o aumento de sua participação neste ano para 38%.

O empresário possui atualmente 24% de participação na companhia. Em julho, Eike deixou a presidência do conselho da MPX.

O grupo de Eike passa por uma crise de confiança do mercado depois que a petroleira OGX teve produção abaixo do estimado pela própria companhia. As empresas do grupo de Eike levam a letra X ao final.

Em maio, a E.ON adquiriu 24,5% das ações da companhia pertencentes ao empresário, alcançando uma participação de 36,2%. O percentual subiu para os 38% após um aumento de capital.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: