ANP diz que oferta de GLP foi normalizada e alerta para especulação com preço

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO

A ANP (Agência Nacional do Petróleo) informou nesta quarta-feira (16) que o abastecimento de gás de cozinha (Gás Liquefeito de Petróleo, GLP) já está normalizado em todos os Estados.

A agência afirmou que a falta do produto se deveu ao aumento da demanda, motivada por um período de inverno mais prolongado, somado à uma parada para manutenção da Refinaria Henrique Lage, em São José dos Campos, da Petrobras.

Segundo a agência, esses fatores provocaram “deficiências localizadas”, mas não especificou os locais.

Segundo a Abragás (Associação Brasileira das Revendedoras de Gás LP), a falta registrada nos últimos dias afetou São Paulo, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

Segundo o presidente da Abragás, José Luis Rocha, em entrevista na semana passada, distribuidoras de GLP estavam se aproveitando da redução da oferta de botijões para tentar elevar o preço do produto em Estados onde não havia carência de fato.

De acordo com a ANP, a refinaria da Petrobras já voltou a funcionar regularmente e houve aumento de importações de GLP para atender o mercado, o que eliminou a carência de suprimento, não justificando portanto qualquer elevação no valor do produto.

“Não existe, assim, motivo algum para a cobrança de preços acrescidos. A população deve evitar especuladores que se aproveitaram da diminuição de oferta, já solucionada”, alertou a autarquia responsável pelo abastecimento de combustíveis do país.

FALTA

Na semana passada foi registrada a falta de gás em cinco estados brasileiros.

A Petrobras foi obrigada a importar dois navios adicionais de GLP para atender o mercado –um já chegou e o outro está programado para esta semana.

Revendedoras de São Paulo contatas pela Folha relataram dificuldade para receber o pedido completo feito às distribuidoras.

MOTIVO

A ANP informou na quinta-feira (10) que a redução de oferta de GLP se deveu a uma parada programada para manutenção da refinaria Henrique Lage, em São José dos Campos (SP), da Petrobras.

Já a estatal informou na noite de sexta-feira (11) que o problema foi o aumento do consumo, devido a temperaturas mais baixas.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: