Ocyan supera os desafios enfrentados em 2020 e aposta da retomada da economia brasileira em 2021

Rio de Janeiro (RJ), 09/03/2020 - Roberto Bischoff / Ocyan - Roberto Bischoff, presidente da Ocyan, fotografado durante a entrevista na sala de reuniao da empresa. (Foto: Leo Pinheiro / Valor / Agência O Globo)

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 09 de dezembro de 2020

No Projeto Perspectivas 2021 desta quarta-feira (9), estamos trazendo as opiniões e os posicionamentos do Presidente Ocyan, Roberto Bischoff, que definiu o ano de 2020 como desafiador em todos os aspectos.

Apesar disso, ele atribui os bons resultados conseguidos pela companhia às decisões baseadas no comitê de crise formado após o surgimento da Covid-19 – que ainda se reúne semanalmente para fazer avaliações. Para ele, a ideia é a empresa se colocar como solução para os novos atores que estão chegando ao mercado brasileiro, além de construir uma posição como um melhor parceiro para empresas independentes. Roberto Bischoff disse que pretende contribuir nas estratégias de seus clientes para reduzir a emissão de carbono com iniciativas inovadoras e defende que o governo apoie as empresas de setores que foram mais impactados pela pandemia. Com isso, ele acredita que a economia terá uma recuperação mais rápida, com geração de novos e mais empregos. Vamos saber as suas opiniões:

1- Como o senhor e a sua empresa enfrentaram os desafios de 2020, com a Pandemia apanhando a economia brasileira em pleno voo de subida?

– No início foi desafiador, mas acredito que nossa resposta rápida, inclusive com a criação de um Comitê de Crise que se reúne semanalmente, nos ajudou a seguir adiante, mesmo com as adversidades que surgiram. As atividades offshore se mantiveram com todos os cuidados e seguindo os protocolos de saúde e segurança emitidos pelas autoridades e, adicionalmente, seguindo um Plano de Contingência desenvolvido pela Ocyan especificamente para o enfrentamento dessa crise, que incluiu testagem e isolamento dos integrantes pré-embarque em nossos ativos, por exemplo.

Desde então, a Ocyan, assim como toda a indústria de óleo e gás, tem se preparado todos os dias para cada novo desafio imposto por esse “novo normal” e o foco na saúde e segurança das pessoas continuará sendo prioridade. Continuaremos atentos e seguindo os protocolos das autoridades governamentais e nossas ações serão o reflexo de uma gestão de risco mais robusta. O foco permanece no monitoramento da saúde das pessoas, na redução da exposição dos integrantes que estejam em trânsito, nas ações de prevenção nos ambientes de trabalho, entendendo que a mudança de atitude e comportamento das pessoas são as principais barreiras para reduzir a exposição e o risco em relação ao COVID-19. 

 

No ambiente onshore, o trabalho remoto foi implementado ainda em março, logo após o primeiro caso ser confirmado no Brasil, seguindo as orientações das autoridades, para todos os integrantes das áreas de apoio. Em setembro, iniciamos o retorno ao formato presencial, de forma gradual e estruturada, buscando preservar a saúde e segurança dos nossos integrantes. Preparamos os nossos escritórios seguindo as melhores práticas de mercado, com higienização reforçada, distanciamento social e com a capacidade de total reduzida a apenas 30% do nosso efetivo. Aproveitamos para fazer uma reforma conceitual no escritório do Rio de Janeiro para abrigar a nova concepção de trabalho flex office, que incorporamos como boa prática de forma definitiva, a partir das novas necessidades que surgiram.

Neste período, a empresa reforçou a proximidade com as pessoas por meio de uma comunicação transparente e assertiva, disponibilizou equipe médica de plantão para acompanhamento à distância de qualquer suspeita de casos de Covid-19 em membros da equipe.

Também criamos ações de acolhimento e orientações com encontros virtuais, que variam desde cuidados com a saúde física, mental e bem estar a cafés virtuais com a liderança até happy hours e reuniões informais. Além disso, disponibilizamos apoio psicológico para todos os integrantes, inclusive offshore, desde o início da pandemia.

Do ponto de vista econômico-financeiro a Ocyan performou de forma muito diferenciada, atingindo recordes históricos de performance operacional e de segurança. 

2- Quais são as perspectivas do senhor e de sua empresa para 2021?

Esperamos que 2021 seja um ano de retomada e crescimento.

 

A Ocyan quer se posicionar como fornecedora de uma gama variada de serviços, com foco na indústria offshore brasileira, e servir nossos clientes e prospects com eficiência e confiabilidade. Além de operadora de sondas e plataformas de produção, a Ocyan presta serviços de construção submarina e manutenção offshore. A ideia é nos colocarmos como solução para esses novos atores que estão chegando no mercado brasileiro e construir nossa posição como player de nicho e melhor parceiro para empresas independentes. Pretendemos contribuir nas estratégias de nossos clientes para reduzir a emissão de carbono por meio de operações sustentáveis, inovadoras e eficientes.

Estamos muito otimistas com relação a nossa perspectiva de conquista de importantes contratos em todos nossos segmentos de atuação. 

3- Se o senhor fosse consultado, quais as recomendações e sugestões que faria para o governo neste novo ano que está prestes a iniciar?

Avalio que o país enfrenta uma dura crise com o impacto do novo Coronavírus e que as autoridades, incluindo os três Poderes, estão fazendo um grande esforço para tentar apoiar as classes mais afetadas pela crise. É importante também apoiar as empresas de setores que foram mais impactados para que a recuperação da economia se dê de forma mais rápida, com geração de novos empregos.

 

 

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: