Juros do cartão de crédito têm a maior taxa desde 1995

FONTE JORNAL DO BRASIL – Matéria publicada em 11 de outubro de 2016

Juros do cartão de crédito ultrapassam 463% ao ano

Um levantamento da Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac) mostra que das seis linhas pesquisadas, entre elas juros no comércio, cartão de crédito, cheque especial, financiamento de automóveis, empréstimos pessoais em bancos e financeiras, tiveram alta.

No caso do cartão de cartão de crédito, os juros atingiram o maior patamar desde dezembro de 1995, chegando a 463,03% ao ano.

As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em setembro de 2016, sendo esta a nona elevação em 2016 e vigésima quarta elevação consecutiva.

No cheque especial, os juros foram de 309,24% ao ano (12,46% ao mês) em setembro, ante 296,33% em agosto (12,16% ao mês). É a maior taxa desde março de 1999, quando estava em 13,3% ao mês e 347,46% ao ano.

No empréstimo pessoal em bancos, os juros foram de 73,52% ao ano (4,7% ao mês) em setembro, ante 72,53% em agosto (4,65% ao mês), que superou a taxa de maio de 2011, quando estava em 4,75% ao mês e 74,52% ao ano.

A taxa de juros média para pessoa física subiu de 8,13% ao mês em agosto (155,48% ao ano) para 8,24% ao mês em setembro (158,61% ao ano). Esse é o maior patamar desde julho de 2003, segundo a Anefac, quando foi de 8,32% ao mês e 160,92% ao ano.

Considerando todas as elevações de juros promovidas pelo Banco Central, desde março de 2013, a Selic subiu sete pontos percentuais passando de 7,25% para os atuais 14,25%. No mesmo período, a taxa de juros média para pessoa físicas apresentou uma elevação de 70,64 pontos percentuais – passando de 87,97% para os atuais 158,61% ao ano em setembro.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: