Dólar cai ante real, de olho nas eleições dos EUA

FONTE G1 – Matéria publicada em 03 de novembro de 2016

Foto: Dólar ca nesta quinta-feira. (Foto: Heloise Hamada/G1)

Investidores se preocupam com perspectiva de Trump vencer Hillary Clinton.
No ano, moeda acumula desvalorização de 17,9%.

O dólar alternava leves altas e baixas nesta quinta-feira (3), de olho no comportamento da moeda norte-americana no exterior e com investidores apreensivos com a eleição presidencial nos Estados Unidos, marcada para a próxima semana.

Os agentes permanecem cautelos nesta sessão devido à proximidade das eleições norte-americanas, já que a disputa ficou mais acirrada e os investidores se preocupam com a perspectiva de Donald Trump vencer Hillary Clinton.

Às 10h40, o dólar recuava 0,13%, a R$ 3,2370 na venda. Veja a cotação.

Acompanhe a cotação ao longo do dia:
Às 9h15, queda de 0,38%, a R$ 3,2241
Às 9h20, queda de 0,52%, a R$ 3,2257
Às 10h10, queda de 0,22%, a R$ 3,2339

“Hoje, o clima está mais calmo…, mas o mercado está acompanhando essas eleições bem de perto”, comentou um profissional da mesa de câ7mbio de uma corretora nacional.

Recentes pesquisas de intenção de voto mostraram perda de fôlego da candidata democrata Hillary Clinton frente ao seu adversário republicano Donald Trump, considerado muito radical e que tem deixado os mercados financeiros globais preocupados com possíveis mudanças na política econômica que poderia adotar caso vença a disputa.

Nesta manhã, duas novas pesquisas mostraram que Hillary tinha leve vantagem sobre Trump.

No mercado externo, o dólar cedia ante moedas de países emergentes, como a lira turca, peso chileno e até mesmo ante o peso mexicano, uma das moedas mais afetadas pela disputa eleitoral nos Estados Unidos.

Segundo levantamento Reuters/Ipsos, divulgado na véspera, a vantagem da democrata estava voltando a seis pontos percentuais, a mesma que tinha antes do anúncio do FBI relacionado ao seu uso de um servidor particular de emails.

Na terça-feira
O dólar ampliou os ganhos sobre o real nesta terça-feira (1º) e fechou em alta, após pesquisa sobre as eleições dos Estados Unidos indicar que o candidato Donald Trump superou sua opositora Hillary Clinton nas intenções de voto. Mais cedo, o dólar alternou leves ganhos e perdas, com investidores adotando cautela na véspera de decisão de juros nos Estados Unidos.

A moeda norte-americana subiu 1,61%, vendida a R$ 3,2412. Na semana, o dólar acumula alta sobre o real de 1,4%. No ano, há desvalorização de 17,9%.

 

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: