Com três novos serviços, APM Terminals Itajaí dobra operação de contêineres

PETRÓLEO – Preços caem e caminham para maior perda semanal em 10 meses
09/02/2018
Fórum Mundial da Água aberto a sugestões
09/02/2018

Com três novos serviços, APM Terminals Itajaí dobra operação de contêineres

FONTE PORTOS E NAVIOS – Matéria publicada em 09 de fevereiro de 2018

Foto: Divulgação APM Terminals

A APM Terminals anunciou que irá dobrar a quantidade de contêineres operados por mês no Porto de Itajaí. Dos atuais 18.000 TEUs, o terminal passará a movimentar 36.000 TEUs por mês já a partir do balanço de fevereiro de 2018.

O aumento no volume está associado a três novos serviços que ligam o Brasil à costa leste da América do Sul, África e América Central, incluindo o sudeste dos Estados Unidos.

O diretor superintendente da APM Terminals no Brasil, Ricardo Arten, disse que a APM adotará estratégia mais agressiva comercialmente em 2018 para conseguir chegar às metas esperadas. A área de abrangência da empresa em Itajaí engloba o oeste de Santa Catarina, o norte do Rio Grande do Sul e o sul paranaense. “Em Itajaí, estávamos operando pouco (18 mil TEUs), mas 2018 será muito bom. Estamos voltando ao que operávamos em 2015, que foi ano muito bom para APM”, ressaltou.

No mundo, a receita líquida da APM cresceu 3% no ano passado. Ele avalia que o resultado do grupo em 2017, diante do cenário de crise em alguns países, principalmente América Latina, pode ser comemorado. Considerando unidades de Itajaí e Pecém, a APM Terminals cresceu 11% no Brasil em 2017. Arten destacou a volta de rotas de armadores que não estão ligados ao grupo controlador da APM (Maersk e Hamburg Süd). Com as novas linhas, a participação (market share) do terminal da APM na região Itajaí-Navegantes deve aumentar de 25% para cerca de 40%.

O navio Login Jacarandá, que opera a rota da costa leste sul-americana através de portos do Brasil, Uruguai e Argentina, fez a sua primeira atracação na APM Terminals Itajaí no dia 4 de fevereiro. O serviço costeiro do Atlântico Sul, oferecido pelos navios da Login e da Mercosul Line, será atendido em Itajaí nos fluxos Sul e Norte, duas vezes por semana, tendo o terminal como porto de transbordo.

Desde a última terça-feira (6), o serviço semanal Brazex, que oferece transporte rápido para a Colômbia (17 dias), Jamaica (20 dias) e Estados Unidos (25 dias), iniciou também operações em Itajaí, possibilitando rota para a indústria catarinense, especialmente para os produtores de carnes congeladas, como de frango e de suínos, além de madeiras no fluxo de exportação. Merlfi, Maersk Line e Sealand também participam do serviço. A partir do dia 16 de fevereiro, a APM Terminals Itajaí receberá também a rota Samwaf, conectando os principais portos brasileiros à África do Sul, Congo e Angola, com o tempo médio de transporte de 12 dias através do serviço operado pela CMA CGM, NileDutch, Safmarine, Maersk Line, Hapag Lloyd e Hamburg Sud.

Arten acrescentou que Pecém vislumbra a possibilidade de novos serviços. O porto será o único ponto de parada no Brasil da nova linha da Maersk Line com destino à Ásia via canal do Panamá cujas operações iniciam em abril deste ano. O diretor da APM observa que os terminais estão cautelosos quanto a investimentos de grande porte aguardando a adequação dos contratos ao decreto 9.048/17, que regulamentou a Lei dos Portos (12.815/13), mas ainda causa insegurança jurídica para os investidores. “O mercado de terminais está aguardando o que vai acontecer para depois verificar quais investimentos serão realizados em terminais brasileiros”, disse.

Por Danilo Oliveira
(Da Redação)

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com