Bolsonaro diz que oficial da reserva da Marinha será novo gerente de inteligência e segurança da Petrobras

Cidade de Rio Grande vai receber navios de guerra da Marinha brasileira no programa Aspirantex 2019
11/01/2019
Mercado do petróleo no Brasil é apresentado na Noruega e na Inglaterra pela ANP
11/01/2019

FONTE REUTERS – Matéria publicada em 11 de janeiro de 2019

Foto: Sede da Petrobras, no centro do Rio de Janeiro 05/12/2018 REUTERS/Sergio Moraes

(Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite de quinta-feira, em mensagem no Twitter, que o capitão-tenente da reserva da Marinha Carlos Victor Guerra Nagem será o novo gerente executivo de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras.

“A seguir o currículo do novo Gerente Executivo de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras, mesmo que muitos não gostem, estamos no caminho certo!”, disse Bolsonaro na mensagem.

De acordo com o currículo publicado pelo presidente, Nagem é funcionário da Petrobras há 11 anos, dos quais seis atuando na área de segurança corporativa. Ele é administrador graduado pela Escola Naval e capitão-tenente da reserva da Marinha.

O nome de Nagem será submetido aos procedimentos internos de governança corporativa da Petrobras, segundo o presidente.

Antes mesmo da posse de Bolsonaro e do presidente indicado por ele para a Petrobras, o economista Roberto Castello Branco, a então gerente de Inteligência e Segurança Corporativa da estatal, Regina de Luca, foi demitida do cargo no mês passado.

A executiva, que foi secretária nacional de Segurança Pública no governo da ex-presidente Dilma Rousseff, teria sido desligada devido à sua ligação anterior com o PT.

Comentários

comments

Os comentários estão encerrados.