GASTOS OPERACIONAIS EM EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DA PETROBRÁS TIVERAM QUEDA DE 6% EM 2017

Petrobras perde participação nos mercados de gasolina e diesel em 2017
15/03/2018
Modelo de partilha é promissor, afirma presidente da PPSA
15/03/2018

GASTOS OPERACIONAIS EM EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DA PETROBRÁS TIVERAM QUEDA DE 6% EM 2017

Solange Silva Guedes, diretora de exploração e produção da Petrobras, durante divulgação dos resultados financeiros do primeiro trimestre de 2015, na sede da companhia, no Rio de Janeiro (Fernando Frazão/Agência Brasil)

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 15 de março de 2018

Os gastos operacionais da Petrobrás no setor de exploração e produção em 2017 chegaram a US$ 12,4 bilhões, uma queda de 6% na comparação com os US$ 13,3 bilhões de 2016. Os dados foram apresentados nesta quinta-feira (15), pela diretora de E&P da companhia, Solange Guedes.

O custo de extração de petróleo no Brasil e no exterior ficou em US$ 11 por barril de óleo equivalente, número este considerando o efeito câmbio. Excluindo este fator, o custo ficou em US$ 10,4 por barril de óleo equivalente.

A executiva também destacou em sua apresentação que a reposição de reservas da companhia superou a produção. Desta forma, o índice de reposição de reservas ficou em 109%, influenciado pelos seguintes fatores: Maior preço do petróleo, Incorporação de áreas no Pré-sal e Melhor resposta da injeção de água nos reservatórios.

Em 2017, a Petrobrás registrou recorde no aproveitamento de gás – 96,5%. Além disso, a empresa também teve outra marca história na Produção de óleo no Brasil pelo 4º ano consecutivo, com 2,15 bilhões de barris de petróleo por dia.

Por fim, a estatal fez um panorama sobre a entrada de novos sistemas de produção. Acompanhe no gráfico abaixo:

 

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com