ENTRADA DA P-68 PODE SOFRER ATRASOS E FPSO CIDADE DE CAMPOS DOS GOYTACAZES ESTÁ A CAMINHO DE TARTATUGA VERDE

Petrobras hoje é muito diferente do que era antes da Lava Jato, diz Parente
08/05/2018
Lucro da Petrobras salta para R$ 6,96 bi no 1º tri, melhor resultado desde 2013
08/05/2018

ENTRADA DA P-68 PODE SOFRER ATRASOS E FPSO CIDADE DE CAMPOS DOS GOYTACAZES ESTÁ A CAMINHO DE TARTATUGA VERDE

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 08 de maio de 2018

O planejamento inicial da Petrobrás, que previa colocar oito plataformas em operação em 2018, poderá sofrer suas primeiras alterações. O diretor de desenvolvimento de produção e tecnologia da empresa, Hugo Repsold, afirmou nesta terça-feira (8) que existe uma possibilidade da plataforma P-68 iniciar suas atividades apenas em 2019.

Apesar da probabilidade de extensão do prazo, o executivo declarou que a petroleira ainda não desistiu de cumprir a meta anterior de começar a operação já em 2018.

A P-68 vai atuar no campo de Berbigão e é um dos oito FPSOs previstos pela Petrobrás para entrarem em produção em 2018. Atualmente, o navio plataforma está em fase de integração no estaleiro Jurong Aracruz, no estado do Espírito Santo.

Enquanto isso, o FPSO da Cidade de Campos dos Goytacazes já está a caminho do campo da Tartaruga Verde, após concluídos os trabalhos de integração e comissionamento no estaleiro da BrasFels, no Rio de Janeiro. A  emissão da licença de instalação definitiva da unidade aconteceu nas primeiras semanas de maio.

As novas unidades certamente vão ajudar no crescimento dos volumes de óleo da companhia. No primeiro trimestre de 2018, a produção total de petróleo e gás natural da Petrobrás foi de 2.68 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 2.5 milhões boed no Brasil, 4% inferior em relação ao primeiro trimestre de 2017, refletindo, principalmente, as paradas programadas e o desinvestimento em Lapa.

 

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com