SÉRGIO MORO CONDENA BENDINE A 11 ANOS DE PRISÃO

A CHINA ESTÁ PREPARANDO PARA CONSTRUIR SEU PRIMEIRO PORTA-AVIÕES COM PROPULSÃO NUCLEAR
07/03/2018
MARINHA BRASILEIRA COMEMORA 70 ANOS DO TRATADO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL DE NAVEGAÇÃO
07/03/2018

SÉRGIO MORO CONDENA BENDINE A 11 ANOS DE PRISÃO

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 07 de março de 2018

O ex-presidente da Petrobrás, Aldemir Bendine (foto), foi condenado a 11 de prisão pelo juiz Sérgio Moro pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, investigados na Lava Jato. O executivo teria recebido R$ 3 milhões em propina para facilitar contratos entre a estatal e a Odebrecht.

Para lembrar, Bendine está preso no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Ele cumprirá a pena, inicialmente, em regime  fechado, e a progressão acontecerá caso haja a devolução do “produto do crime”.

Bendine chegou ao comando da Petrobrás em fevereiro de 2015, no lugar de Graça Foster, com a empresa já passando pelo turbilhão da Lava Jato. Segundo a força tarefa da operação, o executivo cometeu os crimes entre 2014 e 2017 – ou seja, com a Lava Jato já em curso. Bendine também foi presidente do Banco do Brasil e, segundo investigações, teria pedido R$ 17 milhões à Odebrecht para rolar uma dívida da empresa com a instituição.

Na mesma decisão em que condenou Bendine, Moro também aplicou penas ao ex-presidente da empreiteira, Marcelo Odebrecht, que foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro a dez anos e seis meses de reclusão. Os outros condenados são André Gustavo Vieira da Silva, Fernando Luiz Ayres da Cunha Santos Reis e Álvaro José Galliez Novis. Antônio Carlos Vieira da Silva Júnior, outro denunciado na ação, foi absolvido por falta de provas.

 

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com