DEPOIS DA TRAGÉDIA COM O SAN JUAN A ARGENTINA AVALIA A CONSTRUÇÃO DE UM SUBMARINO NUCLEAR

Conselho do FMM prioriza R$ 960 milhões para novos projetos
06/07/2018
Petrobras assina termo com Odebrecht para retirar bloqueio à contratação do grupo
06/07/2018

DEPOIS DA TRAGÉDIA COM O SAN JUAN A ARGENTINA AVALIA A CONSTRUÇÃO DE UM SUBMARINO NUCLEAR

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 05 de julho de 2018

A Argentina ainda sofre com a tragédia do submarino San Juan que desapareceu perto das Ilhas Malvinas e nunca mais foi encontrado. Agora a Marinha está avaliando a possibilidade de construção de um submarino nuclear com objetivo de coloca-lo na água em 2025.

O projeto prevê o desenvolvimento de um reator nuclear compacto para impulsionar o Santa Fé, um submarino TR-1700, semelhante ao San Juan, mas que teve o seu projeto abandonado há 25 anos. A estrutura do submarino está no estaleiro e precisa de pelo menos US$ 5 milhões para reiniciar o projeto. Essa possibilidade da Argentina construir um submarino nuclear, no momento em que o Brasil desenvolve o seu, surpreendeu as forças militares argentinas, que ainda estão esperando uma decisão do governo da reivindicação de um reajuste salarial, considerado baixo.

Os submarinos a Classe TR-1700 tiveram suas construções interrompidas. Estima-se que há partes suficientes para termina-los e podem ser importados outros componentes, além de se atualizar todos os sistemas e sensores. Estuda-se também a possibilidade de uma cooperação com a Marinha Brasileira. Há quem defenda na Argentina um sistema híbrido de propulsão para concluir o Santa Fé, mas isso não há consenso. Os US$ 5 Milhões seria apenas para retomar o projeto. Para concluir o submarino, calcula-se US$ 500 milhões. Além dos esforços do Brasil, os países com submarinos nucleares são a China, a Rússia, Estados Unidos, Reino Unido, França e Índia.

 

 

 

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com