Traficantes disparam contra Centro de Instrução da Marinha no Rio

Campanha incentiva reciclagem de lâmpadas
07/02/2018
CEO da Statoil vê preços do petróleo abaixo de US$ 70/barril em 2018
07/02/2018

Traficantes disparam contra Centro de Instrução da Marinha no Rio

FONTE G1 – Matéria publicada em 06 de fevereiro de 2018

De um lado a portaria do crime; do outro, a guarita do Quartel da Marinha.
G1 teve acesso a documento que relata episódios de ameaças de criminosos.

Um centro de instrução da Marinha foi alvo de traficantes, no Rio de Janeiro.

De um lado a portaria do crime, do outro, a guarita do quartel da Marinha, a uma rua de distância, menos de dez metros. O flagrante é do Globocop, na manhã desta quarta-feira (6). A favela Kelson’s, na Penha, Zona Norte do Rio, é dominada por traficantes. A entrada principal é guardada por dois criminosos. Um homem, que estava atrás de uma barricada, segurava um fuzil.

Apenas um muro separa os dois do Centro de Instrução Almirante Alexandrino, onde estudam centenas recrutas. O centro diz que forma praças para o exercício, na paz e na guerra, das funções previstas nas Organizações Militares da Marinha. Mas o absurdo da imagem vai além do que se vê.

Militares contaram que, em janeiro, um criminoso sentou no muro que separa o quartel da favela e, armado com uma pistola, ordenou que quase 500 recrutas parassem a atividade física, porque o barulho estava incomodando. Também há relatos de que criminosos atiraram contra o Centro de Instrução.

As informações estão num Inquérito da Marinha que investiga os episódios e deve ser concluído até o fim de fevereiro. O  G1, o portal de notícia da Globo, teve acesso ao documento. No dia 24 de janeiro foram pelo menos três disparos direcionados para o interior do Centro de Instrução. O instrutor e os alunos correram em busca de abrigo. Os tiros atingiram o gramado próximo à tropa e foram efetuados por um homem apoiado no muro. No mesmo dia, dois tiros atingiram o ambulatório naval. Um dos disparos passou a 30 centímetros de um cilindro de oxigênio, atingindo um leito de emergência. Ninguém ficou ferido.

Os militares também relatam que perceberam maior quantidade de armamento e grau elevado de agressividade dos bandidos, que realizam disparos a esmo ou para qualquer ponto que interpretem como ameaça.

Os ataques atingem justamente uma das forças convocadas para ajudar na segurança pública do Rio. Marinha, Exército e Aeronáutica participam de operações com as policiais do estado há seis meses.

“Colocamos o Exército para fazer tudo o que está fazendo, junto com Marinha e Aeronáutica. Fizemos o bloqueio terrestre e vamos fazer o bloqueio marítimo e depois vamos fazer um bloqueio relacionado a toda a parte aérea”, disse o ministro da Defesa, Raul Jungmann em 31 de janeiro de 2018.

Nesta terça (6), o ministro da defesa não atendeu ao pedido de entrevista do JN.

As ações conjuntas são uma tentativa de enfrentar a escalada de violência. O JN pediu ao Comando da Marinha um posicionamento sobre essa ameaça ao Centro de Instrução e perguntou por que não foi tomada nenhuma medida contra a ação dos criminosos.

Em nota, a Marinha considerou que foi um fato isolado. Mas, uma foto, tirada há um ano, mostra bandidos armados ao lado do mesmo muro.

A área da Marinha, onde fica o Centro de Instrução, é pelo menos quatro vezes maior do que o tamanho da favela Kelson’s. Enquanto parece não ter uma resposta para a ameaça no seu próprio território, a Marinha informou apenas que reforçou a segurança. Apesar de a imagem aérea mostrar que a guarita ao lado da favela está vazia.

A Secretaria de Segurança informou que mantem contato permanente com as Forças Armadas, mas que não recebeu qualquer comunicado de ameaças ao Centro de Instrução Almirante Alexandrino.

Nesta quarta-feira (6) foi a Polícia Militar que ajudou a Marinha. PMs prenderam o homem que estava com o fuzil ao lado do centro de formação de recrutas.

 

Assista na íntegra ao vídeo desta reportagem da Rede Globo, que foi ao ar no Jornal Nacional de 06.02.2018: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2018/02/traficantes-disparam-contra-centro-de-instrucao-da-marinha-no-rio.html

 

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com