Rússia financiará construção de navios quebra-gelos

OSX elege novo presidente; navio FPSO OSX-3 chega ao Brasil
24/08/2013
Transpetro e EAS lançam o navio Dragão do Mar
24/08/2013

Rússia financiará construção de navios quebra-gelos

FONTE: PORTAL NAVAL

O presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, assinou esta semana resolução autorizando recursos de financiamento para a construção de duas séries de navios nucleares quebra-gelos multi-emprego, que serão administradas pela Atomflot, subsidiária da estatal de energia nuclear Rosatom, e responsável pela atual frota russa. Foi estabelecido que o investimento para a construção no período de 2014 a 2020 será feito com um financiamento ano-a-ano. O comprador do governo e o desenvolvedor para a construção das embarcações ainda serão definidos.

Hoje cinco quebra-gelos já operam nas trilhas da Rota do Mar do Norte, trajeto mais curto entre o Pacífico e o Atlântico e importante rota comercial que tem 5.600 km de extensão passando pelas águas árticas entre o Estreito de Kara e a Baía de Providência. Levando-se em conta a vida útil das unidades que estão em operação, até o ano de 2021 haverá apenas um em funcionamento, o “Pyatdesyat Let Pobedy” considerado o maior do gênero no mundo. A vida útil de outros dois quebra-gelos “Tajmyr” e “Vajgach”, de um calado, expira em 2017.

Para a substituição da frota de quebra-gelos nuclear em operação no prazo, e proporcionando uma movimentação a prova de falhas nos corredores da Rota do Mar do Norte, respeitando o transporte carga-ano, é necessário construir e colocar em funcionamento trêsquebra-gelos atômicos até 2020. Isto inclui o principal e maior deles, que já teve a construção autorizada pelo Governo Russo, cujo tamanho será superior à maior embarcação disponível atualmente no país e que deve estar em funcionamento até 2017. Quanto a primeira e segunda séries, que tiveram a aplicação de recursos autorizada agora, devem ser colocadas em operaçãono mais tardar em 2019 e 2020, respectivamente.

Classificação de risco

A agência de classificação de risco Fitch Ratings atribuiu rating BBB de emissor a longo prazo em moeda estrangeira para a holding estatal Russa JSC “Atomic Energy Power Corporation” (JSC Atomenergoprom), subsidiária da Rosatom, que consolida os ativos civis da indústria nuclear russa. A perspectiva é estável.

A classificação foi atribuída ao nível máximo possível e está alinhado com o da Federação Russa (???, perspectiva estável), que é assegurada pelo apoio estatal significativo à Atomenergoprom e as suas controladas, bem como a laços estratégicos e operacionais com a Rosatom, e devido à importância estratégica da Atomenergoprom para a economia russa.

No mês passado, a agência de classificação de risco Moodys já tinha atribuído rating Baa2 de emissor sênior sem garantia para a empresa, com perspectiva estável.

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Os comentários estão encerrados.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com