Plataforma da Petrobras no campo de Lula paralisa produção após princípio de incêndio

Petrobras comunica tentativa de furto e vazamento em oleoduto
16/01/2018
Especialistas debatem gestão das águas
17/01/2018

Plataforma da Petrobras no campo de Lula paralisa produção após princípio de incêndio

FONTE REUTERS – Matéria publicada em 16 de janeiro de 2018

RIO DE JANEIRO (Reuters) – Um princípio de incêndio atingiu nesta terça-feira a plataforma da Petrobras Cidade de Maricá, no importante campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, o que tornou necessária uma paralisação da produção, informou a petroleira estatal em um comunicado.

A plataforma Cidade de Maricá produziu em novembro 150,349 mil barris de petróleo por dia (bpd) e 5,183 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia (m³/d), segundo os dados mais recentes publicados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Lula é atualmente o maior campo produtor do Brasil, tendo registrado em novembro média de 840 mil bpd em óleo e 35,5 milhões de m³/d em gás natural.

O princípio de incêndio, segundo a Petrobras, foi identificado às 4h38 na sala de transformadores da plataforma, localizada na área de Lula Alto, e a emergência foi contida às 4h55 com o próprio equipamento de combate a incêndio existente no local.

A empresa explicou que não houve danos às pessoas e ao meio ambiente e que a produção será retomada assim que testes de segurança forem realizados.

“As autoridades competentes foram informadas da ocorrência. Uma comissão foi montada para investigar as causas do incidente”, disse a Petrobras no comunicado.

Lula é operado pela Petrobras, com 65 por cento de participação, em parceria com a anglo-holandesa Shell (25 por cento) e Petrogal Brasil, controlada pela portuguesa Galp (10 por cento).

 

Por Marta Nogueira

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com