Pela primeira vez um sistema desenvolvido pela ABB opera o controle de uma balsa remotamente

Porto de Santos fecha o ano com recorde de movimentação de carga
10/01/2019
Secretário da Receita diz que desoneração da folha é um dos primeiros itens na pauta do governo
10/01/2019

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 10 de janeiro de 2019

Com um teste histórico no porto da capital finlandesa, a ABB e a Helsinki City Transport deram o próximo passo rumo ao transporte autônomo.

No teste remoto, o primeiro do mundo realizado com uma balsa de transporte de passageiros em funcionamento, a ABB experimentou com sucesso o aprimoramento das operações náuticas com tecnologias que já estão disponíveis para praticamente qualquer tipo de embarcação. Esse teste inovador representa um passo crucial para aumentar a aceitação de sistemas operacionais autônomos na indústria marítima. Espera-se que soluções autônomas transformem o transporte marítimo internacional nas próximas décadas, à medida que o setor se recupera da recessão causada pela crise financeira de 2008. De acordo com dados da International Chamber of Shipping, a demanda global por transporte marítimo cresceu 30% na última década, enquanto que mais de 10 bilhões de toneladas de carga são transportadas por mar todos os anos.

“Estamos entusiasmados com o impacto deste teste no futuro do setor marítimo”, disse Peter Terwiesch (foto),presidente da divisão de automação industrial da ABB. “As soluções avançadas de automação da companhia estão tornando possível o que antes era impossível para diversos setores, incluindo a navegação, que busca ativamente tecnologias que possam fornecer rapidamente maior eficiência e melhor segurança”.

 Juha Koskela, diretor da unidade de negócios Marine & Ports da ABB, disse que  “Autônomo não significa não tripulado. À medida que se tornam elétricas, digitais e mais conectadas do que nunca, a ABB consegue equipar as embarcações marítimas com soluções que aumentam seus conjuntos de habilidades. Dessa forma, aprimoramos a segurança geral das operações marítimas”.

A balsa Suomenlinna II foi adaptada com o novo sistema de posicionamento dinâmico da companhia,  e operado a partir de um centro de controle em Helsinque. Depois da travessia, o capitão Lasse Heinonen disse: “Oprogresso que fizemos com o teste remoto foi considerável. Acredito que estamos no caminho certo para explorar outras possibilidades dessa tecnologia à medida que avançamos”.

A Suomenlinna II normalmente faz a travessia de Helsinque à fortaleza de Suomenlinna, Patrimônio Mundial da UNESCO, em uma ilha próxima. Para o teste de pilotagem remota, a balsa partiu de Kauppatori, praça do mercado de Helsinque. O comandante Heinonen conduziu remotamente a Suomenlinna II através da plataforma ABB Ability Marine Pilot Control, em uma área pré-selecionada do porto de Helsinque. O teste ocorreu durante as horas de folga da embarcação, longe da costa, sem passageiros. Embora agora esteja equipada com o novo sistema de posicionamento dinâmico, a  embarcação continuará a operar por meio de um conjunto de controles de bordoconvencionais, com o modo remoto implantado apenas durante o teste. A pesquisa e o desenvolvimento terão continuidade com a balsa e sua tripulação.

Comentários

comments

Os comentários estão encerrados.