País concedeu 73 mil vistos a profissionais estrangeiros

Petrobras ganha fôlego com reajuste, mas preço de combustível segue defasado
31/01/2013
Casco da P-63 chega ao cais da Quip em Rio Grande
01/02/2013

País concedeu 73 mil vistos a profissionais estrangeiros

FONTE: GAZETA DO POVO

O Brasil concedeu 73.022 autorizações de vistos de trabalho a estrangeiros no ano passado, de acordo com balanço divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego na tarde desta quarta-feira (30). Desse total, 64.682 foram vistos temporários e 8.340 permanentes.

Os dados mostram que, nos últimos três anos, o número de profissionais estrangeiros com autorização temporária cresceu 137%, passando de 2.460 profissionais em 2009 para 5.832 em 2012.

Segundo o Ministério, “esses profissionais são altamente qualificados e vêm ao Brasil exercer profissões nas áreas de gerência e supervisão de empresas”. As áreas principais são engenharia, tecnologia, análise de sistemas, petróleo e gás, construção civil e obras de infraestrutura.

Portugal, Espanha e China foram os países que mais obtiveram esses vistos. Em 2012, o número de vistos emitidos a portugueses cresceu 81% em comparação com 2011; para espanhóis, o crescimento foi de 53%; e para os chineses, de 24%.

No visto permanente, o número de estrangeiros subiu de 3.834, em 2011; para 8.340, em 2012. Nesse grupo estão investidores pessoa física que vieram para o Brasil. De 2011 para 2012, cresceu 15% o número desses investidores, que – segundo o Ministério – fizeram no País R$ 286 milhões em investimentos. Também nos vistos permanentes, Portugal foi o país que mais obteve vistos, com aumento de mais de 100% em relação a 2011.

Sem burocracia

O Ministério do Trabalho afirma que um novo sistema de imigração mais ágil está sendo implementado para simplificar o processo de autorização de trabalhadores estrangeiros no Brasil. O sistema permitirá que todo o procedimento seja feito pela internet, com certificação digital. O objetivo é eliminar totalmente os documentos enviados em papel e reduzir o prazo de tramitação, que hoje dura em média 22 dias.

Incentivo

O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) da Presidência da República, Moreira Franco, defendeu ontem, em evento no Rio de Janeiro, uma política que incentive a imigração de trabalhadores qualificados. “A política migratória é um tema que diz respeito à própria natureza de uma sociedade. Estamos tratando de fluxo migratório para influenciar o processo produtivo. Precisamos que esse debate seja estendido, para que as pessoas possam compreender melhor a dimensão disso”, disse o ministro em texto publicado pela SAE.

De acordo com ele, o Brasil precisaria ter cinco vezes mais imigrantes para alcançar a média latino-americana, dez vezes mais para alcançar a média mundial e 50 vezes mais para chegar aos números da América do Norte e Oceania.

Além de mecanismos para diminuir a burocracia, Moreira Franco propôs modernização do processo de concessão de vistos e tratamento diferenciado aos imigrantes interessados em trabalhar em setores mais carentes de profissionais qualificados. “Não há razão para que os jovens de Portugal e Espanha, que vivem atualmente em meio a uma crise, não vejam no Brasil uma oportunidade de trabalho”, destacou durante o evento.

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Os comentários estão encerrados.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com