ONU: corte de emissões pode salvar 2,5 mi de vidas por ano * 28 de novembro de 2011 • 11h18

China, Brasil e Portugal são os principais credores da dívida pública angolana * O país deve US$ 5,6 mil milhões (bilhões) de dólares à China, US$ 1,8 mil milhões (bilhões) ao Brasil, US$ 1,4 mil milhões (bilhões) a Portugal.
29/11/2011
Na ânsia de garantir contratos, banqueiros ignoram riscos no Iraque
30/11/2011

ONU: corte de emissões pode salvar 2,5 mi de vidas por ano * 28 de novembro de 2011 • 11h18

O documento foi encomendado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) e compilado por especialistas do Instituto do Meio Ambiente de Estocolmo, na Suécia. Os cientistas anunciaram um pacote com 16 medidas para reduzir os níveis de carbono negro, metano e ozônio troposférico, conhecidos como agentes climáticos de curta duração.

Segundo o estudo, reduzir esses gases quase que pela metade levará economia aos países, que terão energia a um preço mais acessível, além de benefícios ambientais. De acordo com o relatório, a aplicação das medidas também pode ajudar a manter o aumento da temperatura abaixo dos 2º Celsius.

Financiado pela Suécia, o estudo é resultado de cerca de dez anos de pesquisa científica, com a colaboração de países desenvolvidos e em desenvolvimento, além de contar com as avaliações recentes da Organização Mundial de Meteorologia (OMM). Também são destacadas as seguintes medidas: redução da emissão de carbono com a substituição dos fornos tradicionais por outros de maior rendimento; recuperação de gases emitidos na produção de petróleo; modernização das instalações de tratamento de águas residuais.

“Para alguns países, os benefícios mais importantes resultam de melhorias de custo benefício na poluição do ar o carvão negro, por exemplo, pode ser controlado sob acordos nacionais e regionais de qualidade do ar”, destacou o diretor executivo do Pnuma, Achim Steiner. Ele comentou que o relatório apresenta os custos e benefícios que podem ajudar os países a desempenhar um papel sustentável à medida que se aproxima a Conferência da ONU sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que será realizada em junho de 2012, no Rio de Janeiro, duas décadas depois da ECO-92, também conhecida como Cúpula da Terra.

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com