Lucro líquido da Petrobras em 2012 é o menor dos últimos oito anos

TCU conclui fiscalização na concorrência para arrendamento em Suape
06/02/2013
Greve de marinheiros na Grécia
06/02/2013

Lucro líquido da Petrobras em 2012 é o menor dos últimos oito anos

FONTE: ICNEWS.COM.BR

O lucro líquido da Petrobras em 2012, de R$ 21,18 bilhões, foi o menor dos últimos oito anos, informou nesta terça-feira (05/02) a presidenta da estatal, Graça Foster. Segundo ela, a redução do lucro resulta de fatores como o aumento dos custos operacionais, uma produção de petróleo menor, a desvalorização cambial e o aumento da importação de derivados.

Apesar disso, a Petrobras conseguiu continuar ampliando as reservas provadas. Em 2012, as reservas dos campos da estatal chegaram a 16,4 bilhões de barris, com um índice de reposição de 101,3%.

Segundo Graça Foster, a empresa adquiriu 15 novas sondas em 2012. Com isso, destacou ela, será possível atender a toda a campanha de perfuração de poços. A empresa agora tem 40 sondas, sendo 16 no pré-sal. Segundo a presidenta da estatal, a produção no pré-sal é crescente. Em 2012, o pré-sal respondeu, em média, por 7% do total do petróleo produzido. “Em dezembro, a produção (do pré-sal)] foi 231 mil barris por dia, o que corresponde a 10,5%”, disse.

Graça Foster também ressaltou recordes diários de refino ao longo do ano, devido à maior utilização da capacidade “(As refinarias) foram modernizadas ao longo dos últimos três anos. Estamos hoje com capacidade de refino de 2,1 milhões de barris”, disse.

GÁS

A demanda pelo gás da Petrobras teve um aumento de 22% em 2012, em relação ao anterior. O crescimento foi sustentado basicamente pela demanda do setor termelétrico, uma vez que as usinas foram acionadas para garantir o suprimento de energia do país.

“A demanda por gás natural teve um aumento surpreendentemente alto em 2012: 22% acima da (demanda) de 2011. Com destaque para o segmento termelétrico, com aumento de 119%”, destacou a presidenta da estatal, Graça Foster.

Segundo ela, a demanda foi atendida, principalmente pela maior oferta do gás nacional (18%) e pelo aumento da importação de gás natural liquefeito (GNL, tipo de gás líquido transportado por navios), de 425%.

 

 

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Os comentários estão encerrados.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com