LLX e SUBSEA 7 rompem contrato para utilização do Porto do Açu

MPE e Iesa fecham contratos de R$ 1 bi
14/02/2013
Login realiza testes com nova embarcação no Pará
14/02/2013

LLX e SUBSEA 7 rompem contrato para utilização do Porto do Açu

FONTE: REVISTA GRANDES CONTRUÇÕES

A todo momento, surgem informações de problemas pontuais, que acabam gerando alguma trepidação na imagem do empreendimento. Agora, a própria LLX  informa que foi rescindido o contrato com a Subsea 7 para arrendamento de área no TX2 do Superporto do Açu.

O terreno seria utilizado pela Subsea 7 para a instalação de uma unidade para fabricação e revestimento de dutos rígidos submarinos, voltados para a indústria offshore de petróleo e gás. Pelo tom do comunicado, o rompimento parece mesmo definitivo. O contrato foi anunciado ao mercado em maio de 2012 e renderia R$ 21 milhões por ano à LLX. O TX2 possui 2,3 milhões de m² para a instalação de indústrias de apoio offshore, mas pouco menos de  500 mil m2 estão alugados. Segundo a LLX, as obras de alguns dos clientes estão em estágio avançado e, já em 2013, a estruturas devem entrar em operação.

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Os comentários estão encerrados.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com