INVESTIMENTOS NO PRÉ-SAL E NOVA LEI DE MIGRAÇÃO PODEM AQUECER O MERCADO DE REALOCAÇÃO DE PROFISSIONAIS

Paranaguá registra a maior movimentação de cargas da história
06/12/2017
Ministro do STF quebra sigilo bancário de Aécio e Andréa Neves
07/12/2017

INVESTIMENTOS NO PRÉ-SAL E NOVA LEI DE MIGRAÇÃO PODEM AQUECER O MERCADO DE REALOCAÇÃO DE PROFISSIONAIS

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 06 de dezembro de 2017

Um estudo preparado pela  Crown, uma reconhecida  companhia internacional  de realocação e mobilidade global há mais de 50 anos, revela que o pré-sal e a nova lei de migração devem aquecer  o mercado de realocação e mobilidade no Brasil em 20 %. 

Para a Crown, que fatura 800 milhões de dólares anualmente e responde por cerca de 120 mil expatriações em todo mundo, o  cenário dos negócios e da mobilidade em âmbito global continua a evoluir. Para ela,   a colaboração global está cada vez mais forte, impactando diretamente o universo da realocação de profissionais. De acordo com Haroldo Modesto, Diretor Regional da empresa no Brasil, um fator que deve movimentar o setor de realocação e mobilidade corporativa no Brasil diz respeito à nova lei de Migração, que acaba de entrar em vigor, e  que propõe um novo visto categoria visitante que irá compreender tanto atividades de turismo quanto de negócios. Os investimentos no pré-sal e a chegada de novas empresas no Brasil também contribuem para este crescimento. Semelhante ao que aconteceu na Espanha, que também adotou uma nova resolução com regras mais brandas, a alteração da nova lei de migração deve facilitar o ingresso de profissionais que vêm a trabalho ao Brasil. “Esperamos que a nova lei brasileira atraia talentos estrangeiros, permitindo mais flexibilidade a estas pessoas para virem se instalar e trabalhar no país”, diz o executivo.

Modesto destaca que, embora a mobilidade no Brasil tenha diminuído nos últimos anos, em 2017  se verificou um ligeiro aumento. “Houve um crescimento de cerca de 15% no número de brasileiros expatriados pela Crown”. Os principais destinos dos brasileiros são: Mercosul (60%), seguido por EUA (20%), Reino Unido (10%) e Ásia (10%). Estimativas apontam que em 2017, globalmente, cerca de meio milhão de profissionais estarão trabalhando fora do país de origem.

A Crown acredita que com as regras de migração,  tornaram  mais compreensíveis e amigáveis para companhias e indivíduos em todo o mundo. A companhia é especializada  e assume tarefas complexas, como processar vistos de visitante, assistência com documentação para permissões de trabalho e residência, suporte jurídico e legalizações e traduções. São centenas de profissionais especializados em requerimentos burocráticos de cada localidade, que auxiliam a acelerar e simplificar todo o processo de transferência de país.

 

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com