Falta monitoramento de navios de óleos e minerais na Costa Verde

Londres prepara retirada dos seus cidadãos de Portugal e Espanha em caso de colapso financeiro
19/12/2011
Protestos se espalham por região petrolífera do Cazaquistão
19/12/2011

Falta monitoramento de navios de óleos e minerais na Costa Verde

“A baía da Ilha Grande é a bola da vez e corre grandes chances de ser degradada por descaso das autoridades. É urgente que se crie uma central de emergência com estrutura para monitoramento das operações dos navios e combate imediato a eventuais acidentes ambientais. O que eu vejo é um bate-cabeça entre Inea (Instituto Estadual do Ambiente), Ibama, Petrobras e Secretaria estadual de Ambiente. O acidente acendeu a luz amarela”, observa.

Morelli reclamou ainda que, por duas vezes, pediu esclarecimentos a Petrobras e não obteve resposta. Ele soube do acidente neste sábado, por volta das 19h.

“Na mesma hora, peguei a lancha para fazer uma vistoria no entorno do navio-plataforma FPSO Cidade de São Paulo. Não avistei nenhuma mancha. Ventava muito naquela hora e, por isso, acredito que o vento espalhou o óleo para um local mais distante. Até agora não tenho informações concretas que possam levar a uma conclusão sobre a verdadeira extensão do dano ambiental. Um sócio do Iate Clube de Santos, que veio de avião de São Paulo para subsede do clube, no condomínio do Frade, em Angra, me disse ter avistado manchas de óleo às 10h40m de sábado nas proximidades do Saco do Mamanguá, em Parati”, relata.

A presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Marilene Ramos, vai sobrevoar neste domingo, acompanhada de técnicos do instituto, a área onde ocorreu o vazamento para uma avaliação técnica. O plano de emergência, já acionado, está promovendo a dispersão mecânica do óleo.

A empresa Modec, proprietária do navio, recebeu neste sábado multa de R$ 10 milhões do Inea. A embarcação estava prevista para entrar em operação, a serviço da Petrobras, na área de exploração do pré-sal no Campo de Guará, na Bacia de Santos.

Para o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, este vazamento demonstra a importância da aprovação, em breve, da Área de Proteção Ambiental Marinha da Ilha Grande, com a adoção de regras mais rígidas de controle e de fiscalização de atividades petrolíferas na região da Baía da Ilha Grande.

Da Agência O Globo

 

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com