ESTALEIRO INDIANO QUER FAZER PARCERIA COM ESTALEIROS BRASILEIROS PARA CONSTRUÇÃO DE CORVETAS PARA A MARINHA

STF aprova restrição do foro privilegiado para deputados e senadores
03/05/2018
Terminal Multicargas do Porto do Açu movimenta um milhão de toneladas
03/05/2018

ESTALEIRO INDIANO QUER FAZER PARCERIA COM ESTALEIROS BRASILEIROS PARA CONSTRUÇÃO DE CORVETAS PARA A MARINHA

FONTE PETRONOTÍCIAS – Matéria publicada em 03 de maio de 2018

Durante o evento “Brasil-Índia um diálogo de Indústrias Navais” o estaleiro indiano Goa Shipyard apresentou aos membros do Sinaval – Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore – uma ideia de parceria entre a indústria naval indiana e a indústria naval brasileira.

O Charmain do Estaleiro, Almirante Shekhar Mittal, disse que existem grandes oportunidades para os dois países atuarem conjuntamente, tanto no mercado brasileiro, como no mercado sul americano e no Indiano: “A relação que o GSL pretende com o Brasil é uma de longo prazo, uma que apenas se inicia com o contrato das corvetas para a Marinha do Brasil.”  Na verdade o que atraiu o estaleiro indiano foi mesmo este projeto que prevê a   construção de quatro corvetas para a Marinha do Brasil e que está em andamento. Muito embora tenha uma boa experiência em construção naval para a Marinha de Guerra Indiana, há pelo menos três outros projetos que estão sendo considerados favoritos para vencer a licitação aqui no Brasil: o italiano, o espanhol e, principalmente, o projeto da Corveta da Rússia, o mais moderno, tecnicamente mais eficiente, com menor despesa de manutenção e o mais barato de todos, ao que se sabe no mercado, com inúmeras vantagens para a Marinha brasileira.

O Goa Shipyard não deseja operar um estaleiro próprio no país, mas trabalhar lado a lado com os estaleiros nacionais: “A estrada que estamos abrindo aqui entre as indústrias dos dois países, trafega igualmente nas duas direções. Produtos e serviços de alto valor agregado virão da Índia pra o Brasil e também daqui para lá. No passado Índia e Brasil eram unidos pela história e pelo mar. No futuro isso continuará sendo assim”, disse o Almirante Mittal.  O Estaleiro pertence do Governo da Índia e tem 60 anos de história, operando sob o controle administrativo do seu Ministério da Defesa. No Brasil, o GSL está participando do processo de seleção internacional para a construção da classe Tamandaré de quatro novas corvetas.

Maior estaleiro exportador de navios da Índia, o Goa Shipyard exibe um histórico de ter construído mais de 200 navios de superfície para a Indian Navy, Guarda Costeira, clientes privados e governos estrangeiros. Nos últimos anos o GSL construiu e entregou quatro unidades do Naval Offshore Vessel (NOPV). A sede do estaleiro Goa fica em Vasco da Gama, cidade batizada em homenagem ao famoso descobridor português. Visando aumentar suas perspectivas de sucesso no Brasil, um mercado totalmente novo para empresa, o estaleiro GSL se encontra nas negociações finais com uma empresa multinacional para auxiliá-lo a formular uma proposta comercial que atenda da melhor maneira aos requerimentos atuais e o nível de suporte futuro demandados pela Marinha do Brasil. Mas vai ter que correr porque a entrega das propostas está prevista para o próximo mês.  A parceria montada entre o estaleiro GSL e esta empresa tem a intenção de reforçar a confiança da Marinha brasileira no estaleiro indiano, a partir de sua experiência trabalhando com esta multinacional em vários projetos nos últimos 20 anos.

 

Compartilhe Isso:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com